Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ureteroneocistostomia extravesical modificada pela sondagem ureterovesical peroperatória no autotransplante renal em cães / Extravesical ureteroneocystostomy modified by the ureterovesical probe peroperative in kidney autotransplantation in dogs

Savassi-Rocha, Guilherme Lages; Pippi, Ney Luis; Richter, Rosana Keller; Godoy, Carmen Lice Buchmann; Veiga, Ângela Patricia Medeiros; Oliveira, Ana Neri Christo de; Camargo, Sheila Francheska da Silva; Pelizzari, Charles; Oliveira, André Luis Lima de; Dallabrida, Ademar Luis; Aguiar, Eduardo Santiago Ventura de; Bopp, Simone.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 44(5): 322-328, 2007. ilus, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5389

Resumo

Realizou-se, em sete cães adultos, o auto transplante renal esquerdo associado à nefrectomia contralateral para avaliação da técnica de ureteroneocistostomia extravesical modificada pela sondagem ureterovesical peroperatória. Durante a sutura do ureter na bexiga, foi mantida uma sonda uretral na região da anastomose ureterovesical, o que facilitou a realização da técnica cirúrgica e permitiu a confecção de anastomose de diâmetro adequado. A avaliação do rim transplantado e do ureter correspondente foi feita mediante ultra-sonografia a cada sete dias durante as seis primeiras semanas de pós-operatório, período em que também se fez o exame clínico diário de todos os animais. No último dia (42°) da avaliação a curto prazo, realizou-se a urografia excretora. Em seguida, manteve-se acompanhamento clínico periódico dos sete cães por um período mínimo de quatro meses, sem que fosse detectada qualquer alteração digna de nota. A técnica de reconstrução do trato urinário utilizada mostrou-se eficiente, não se observando nenhuma complicação urológica no pós-operatório de todos os animais.(AU)
To test a modified extravesical ureteroneocystostomy using a urethral probe like a stent just on the peroperative time, seven adult mongrel dogs underwent bilateral nephrectomy followed by unilateral autotransplantation. The other kidney was discarded. The evaluation of the animals was made by ultrasonography and clinical exams for the first six weeks after the surgery. The excretory urography was made on the end of this period. Then, the clinical exams were done by at least four months in each dog, without any complication. The technique of urinary tract reconstruction was considered efficient, without urological complications on the postoperative time of all the dogs.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1