Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Utilization of modified agglutination test and indirect immunofluorescent antibody test for the detection of Toxoplasma gondii antibodies in naturally exposed horses / Utilização do método de aglutinação direta e da reação de imunofluorescência indireta na detecção de anticorpos para Toxoplasma gondii em cavalos naturalmente infectados

Langoni, Helio; Silva, Aristeu Vieira da; Pezerico, Sandia Bergamaschi; Lima, Vanessa Yuri de.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 44(1): 27-32, 2007. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-5428

Resumo

Infection by Toxoplasma gondii in equines is usually not apparent, it being characterized by presence of antibody titers and tissue cysts. This study was aimed at verifying the presence of anti-Toxoplasma antibodies in equine serum by modified agglutination test (MAT) and reaction to indirect immunofluorescent antibody test (IFAT). 1984 samples of serum were examined, by MAT, using whole formalin fixed tachyzoites of T.gondii as antigen. The samples reacting in the MAT test, and 150 other negative samples, chosen at random, were also tested by IFAT, utilizing anti-equine IgG. The association among the test results was verified by the McNemar test. 138 samples were positive in the MAT test, with 60 (46.38%) presenting reaction at a dilution of 1:64; 52 (37.7%) at 1:256; 19 (13.8%) at 1:1024; five (3.6%) at 1:4096; and two (1.45%) at 1:16384. Of 132 positive MAT samples, 14 were negative in the IFAT test, but the statistical analysis indicated general agreement in results of the tests. The results obtained showed agreement among the tests utilized, and the possibility of participation of equines in the transmission of toxoplasmosis to carnivorous animals, and also to humans.(AU)
A infecção pelo Toxoplasma gondii em eqüinos geralmente é inaparente, sendo esta caracterizada pela manutenção de títulos de anticorpos e presença de cistos teciduais. Este estudo visou verificar a presença de anticorpos anti-Toxoplasma em soros de equinos pela aglutinação direta modificada (ADM) e reação de imunofluorescência indireta (RIFI). 1984 amostras de soro foram examinadas pela ADM, utilizando-se como antígeno taquizoítos íntegros de T.gondii produzidos em células de sarcoma TG-180 e fixados pela formalina, considerando-se como título positivo 64. As amostras reagentes na ADM, e 150 amostras negativas na mesma prova, escolhidas aleatoriamente, foram testadas pela RIFI, utilizando conjugado anti-IgG-eqüina. A associação entre os resultados dos testes foi verificada pelo teste de McNemar. 138 (7%) amostras foram positivas na ADM, com 60 (46,38%) apresentando reação à diluição 1:64; 52 (37,7%) à 1:256; 19 (13,8%) à 1:1024; cinco (3,6%) à 1:4096 e duas (1,45%) à 1:16384. De 132 amostras positivas na ADM, 14 foram negativas à RIFI, mas a análise estatística indicou elevada concordância dos resultados entre os testes utilizados. Os resultados obtidos mostram a concordância entre os testes utilizados e a possibilidade da participação da espécie eqüina na transmissão da toxoplasmose para animais carnívoros, bem como para o homem.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1