Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Primeira onda folicular e ovulação de vacas primíparas da raça Holandesa alimentadas com diferentes fontes energéticas durante o período de transição / First follicular wave and first postpartum ovulation of primiparous Holstein dairy cows receiving diets with different energetic sources during the transition period

Artunduaga, M. A. T; Coelho, S. G; Borges, A. M; Lana, A. M. Q; Reis, R. B; Campos, B. G; Saturnino, H. M; Fortes, R. V. Sá; Costa, H. N.
Arq. bras. med. vet. zootec; 62(1): 116-123, fev. 2010. graf, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5744

Resumo

Avaliou-se o efeito da adição de diferentes fontes energéticas na dieta de vacas leiteiras, durante o período de transição, sobre a primeira onda folicular e o intervalo parto-primeira ovulação. Foram utilizadas 40 vacas primíparas da raça Holandesa, no período de 28 dias antes da data prevista do parto até o 46º dia pós-parto. As vacas foram submetidas a quatro tratamentos (grupos) durante o período de transição: grupo-controle e grupos tratados com, Megalac-E (sais de cálcio de ácidos graxos da soja), soja tostada ou propileno-glicol. Avaliações ultrassonográficas foram realizadas do 10º ao 46º dia pós-parto, com a classificação dos folículos ovarianos em quatro classes (I, II, III e IV) de tamanho e do registro do volume do tecido luteal. Amostras de sangue foram coletadas nos dias 10, 17, 24, 31, 38 e 45 após o parto para análise de progesterona. O padrão de crescimento folicular mais eficiente foi apresentado pelos animais dos grupos Megalac-E e propileno-glicol, que foram caracterizados pela redução no número de folículos de classes I e II e aumento no número de folículos de classes III e IV. Os intervalos entre o parto e a primeira ovulação dos grupos controle, Megalac-E, soja tostada e propileno-glicol foram de 29, 23, 30 e 37 dias, respectivamente (P<0,05).(AU)
The effects of different energy sources added to the diet on the first postpartum ovarian follicle wave and first postpartum ovulation were evaluated. Forty primiparous Holstein dairy cows were used from 28 days before the expected calving date until 46 days postpartum. Cows were randomly allotted to the following groups: control, Megalac-E calcium salts of soybean fatty acid), toasted soybean and propylene glycol. Ovarian structures were scanned using ultrasound from 10 to 46 days postpartum. Follicles were classified according to the diameter in classes I, II, III, and IV and the luteal tissue volume was registered when present. Blood samples for progesterone dosage were colleted on days 10, 17, 24, 31, 38, and 45 post-partum. Follicular growth from groups of salts of polyunsaturated fatty acids and propylene glycol showed to be the most efficient and were characterized by a reduction in the number of classes I and II follicles and an increase in classes III and IV follicles. The first postpartum ovulation after calving for control, salts of polyunsaturated fatty acids, toasted soybean and propylene glycol animal groups occurred at 29, 23, 30, and 37 days, respectively (P<0.05).(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1