Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Incidência de doenças no pós-parto de primíparas da raça holandesa alimentadas com diferentes fontes energéticas durante o período de transição / Disease incidence in the postpartum period of primiparous Holstein cows fed diets with different energetic sources during the transition period

Artunduaga, M. A. T; Coelho, S. G; Lana, A. M. Q; Campos, B. G; Reis, R. B; Saturnino, H. M; Fortes, R. V. S; Costa, H. N.
Arq. bras. med. vet. zootec; 63(3): 616-623, jun. 2011. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5809

Resumo

Avaliaram-se o efeito da adição de diferentes fontes energéticas na dieta de vacas primíparas leiteiras, durante o período de transição, sobre a produção e a composição do leite, as ocorrências clínicas no pós-parto e sua relação com as concentrações plasmáticas de ácidos graxos não esterificados (AGNE). Foram utilizadas 50 vacas primíparas da raça Holandesa no período de 28 dias antes da data prevista do parto até o 21º dia pós-parto. Os animais foram designados aos grupos: controle, Megalac- E®, soja tostada (ST) ou propileno glicol (PG). Avaliações clínicas foram realizadas todos os dias. Amostras de sangue foram coletadas no pré e pós parto, antes da primeira alimentação do dia, para avaliação de AGNE. Os grupos Megalac- E® e propileno glicol apresentaram maior volume de leite corrigido para 3,5 por cento de gordura (LCG 3,5 por cento) em relação ao grupo soja tostada (P=0,05). Nos grupos controle, Megalac- E® e soja tostada, os valores de AGNE aumentaram até o parto, seguidos de queda após o parto. Essa queda foi menos acentuada no grupo-controle, que apresentou equação de regressão quadrática, estando associado à maior incidência de afecções no pós-parto. O grupo Megalac-E® apresentou comportamento cúbico, o soja tostada hiperbólico, e o propileno glicol quadrático.(AU)
The purpose of this trial was to evaluate the effect of different energy sources added to the diet over milk production and composition, disease incidence during postpartum period and its relationship to NEFA concentrations during the transition period. Fifty primiparous Holstein dairy cows were used from 28 days before the expected calving date until 21 days postpartum. Cows were randomly distributed in four groups, being: control, Megalac- E®, toasted soybean (TS) and propylene glycol (PG). Clinical evaluations were performed during all experimental days. Blood samples were collected in pre and postpartum periods, before the first feeding of sampling day in order to determine NEFA prolife. Megalac- E® and propylene glicol groups showed greater milk production corrected to 3.5 percent fat compared to group toasted soybean (P=0.05). In control groups, Megalac-E® and toasted soybean values of NEFA increased until delivery and then decreased. This decrease was less pronounced in the control group that showed a quadratic regression equation associated with higher incidence of postpartum disorders. The Megalac-E® group showed a cubic model, the toasted soybean hyperbolic and propylene glycol quadratic equations.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1