Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Vegetable oil sources in diets for freshwater angelfish (Pterophyllum scalare, Cichlidae): growth and thermal tolerance / Fontes de óleos vegetais em dietas para acará-bandeira (Pterophyllum scalare, Cichlidae): crescimento e tolerância térmica

Ikeda, A. K; Zuanon, J. A. S; Salaro, A. L; Freitas, M. B. D; Pontes, M. D; Souza, L. S; Santos, M. V.
Arq. bras. med. vet. zootec; 63(3): 670-677, June 2011. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-5815

Resumo

The influence of fatty acid composition of the diets on the productive performance and on cold and heat tolerance of juvenile freshwater angelfish (Pterophyllum scalare), in three different phases, was studied. Phase I studied the productive performance of freshwater angelfish in a completely randomized experimental design with four treatments, canola, linseed, olive and soybean oils and four replicates during 50 days using 192 fish in 16 aquaria. Phase II studied the cold tolerance of juvenile freshwater angelfish using 72 juvenile freshwater angelfish, coming from phase I and maintained in 12 aquaria climatized chamber. The temperature was reduced 1ºC per day, until the observation of 100 percent fish mortality. Phase III, it was studied the heat tolerance of juvenile freshwater angelfish employing an identical procedure to phase II, but with a daily increase of 1ºC. Significant differences (P>0.05) were not observed for any parameters evaluated. Thus, it was concluded that the type of vegetable oil (canola, linseed, olive and soybean) used as a diet supplement did not affect the productive performance, nor the tolerance to cold and heat, of juvenile freshwater angelfish.(AU)
Avaliou-se a influência da suplementação de lipídeos na dieta, com diferentes composições de ácidos graxos, sobre o desempenho produtivo e tolerância ao frio e ao calor de juvenis de acará-bandeira (Pterophyllum scalare). O experimento foi realizado em três fases. Na fase um avaliou-se o desempenho produtivo dos peixes em delineamento inteiramente ao acaso com quatro tratamentos - óleos de canola, linhaça, oliva e soja - e quatro repetições, durante 50 dias usando 192 peixes distribuídos em 16 aquários. Na segunda fase, avaliou-se a tolerância ao frio, usando 72 peixes, procedentes da fase um, distribuídos em 12 aquários e mantidos em câmara climatizada. A temperatura foi reduzida de 1ºC por dia até a observação de 100 por cento de mortalidade dos peixes. Na fase três, avaliou-se a tolerância ao calor com procedimentos semelhantes aos da fase dois, porém a temperatura foi elevada 1ºC por dia. Não foram observadas diferenças significativas (P>0,05) para os parâmetros avaliados. Conclui-se que a suplementação de óleos vegetais nas dietas não inferiu no desempenho produtivo e na tolerância ao frio e ao calor de juvenis de acará-bandeira.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1