Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sensibilidade dos espermatozoides de dourado (Salminus brasiliensis) a diferentes soluções crioprotetoras / Sensitivity of dourado (Salminus brasiliensis) spermatozoa to different cryoprotectant solutions

Viveiros, A. T. M; Oliveira, A. V; Maria, A. N; Orfão, L. H; Souza, J. C.
Arq. bras. med. vet. zootec; 61(4): 883-889, ago. 2009. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-6424

Resumo

Em três experimentos, avaliou-se a sensibilidade dos espermatozoides de dourado (Salminus brasiliensis) a diferentes soluções crioprotetoras. No experimento 1, o sêmen foi diluído, 1:10, em 12 soluções (quatro diluidores x três crioprotetores - dimetilsulfóxido (DMSO), metilglicol ou glicerol). Metade de cada amostra foi resfriada por uma hora e a outra, criopreservada. A motilidade espermática foi avaliada imediatamente após a diluição e após o resfriamento em todas as amostras e, após o descongelamento, apenas nas amostras criopreservadas em DMSO. No experimento 2, o sêmen foi diluído, 1:5, em cinco soluções contendo DMSO e resfriado, criopreservado e avaliado como no experimento 1. No experimento 3, o sêmen foi diluído, 1:5, em quatro soluções contendo DMSO e criopreservado e avaliado quanto à motilidade e à fertilidade. Quando o sêmen foi diluído 1:10, observou-se motilidade acima de 58 por cento em todas as amostras resfriadas em DMSO e em NaCl-tris-metilglicol. Baixa motilidade foi observada nas amostras resfriadas nas outras combinações com metilglicol (5-32 por cento) ou glicerol (0-8 por cento) e naquelas criopreservadas (16-20 por cento). Todas as amostras diluídas 1:5 apresentaram motilidade de 65-72 por cento após o resfriamento e de 45-66 por cento após o descongelamento (experimentos 2 e 3). As taxas de eclosão produzidas com sêmen criopreservado, entretanto, foram baixas (17-23 por cento) em relação ao sêmen fresco (60 por cento).(AU)
The sensitivity of dourado (Salminus brasiliensis) spermatozoa to different cryoprotectant solutions was evaluated in three experiments. In experiment 1, semen was diluted, 1:10, in 12 solutions (four extenders x three cryoprotectants - dimethylsulphoxide (DMSO), methyglycol, or glycerol). Half of each sample was refrigerated for one hour while the other half was cryopreserved. Sperm motility was immediately assessed after dilution and after refrigeration in all samples, and after thawing in those cryopreserved in DMSO. In experiment 2, semen was diluted, 1:5, in five solutions containing DMSO, refrigerated, cryopreserved, and analyzed as in experiment 1. In experiment 3, semen was diluted, 1:5, in five solutions containing DMSO, cryopreserved and evaluated for motility and fertility. When semen was diluted 1:10, motility higher than 58 percent was observed in all samples refrigerated in DMSO and in NaCl-tris-methylglycol. Low motility was observed in samples refrigerated in the other combinations of methylglycol (5-32 percent) or glycerol (0-8 percent) and in those cryopreserved (16-20 percent). All samples diluted 1:5 yielded motility of 65-72 percent after refrigeration, and 45-66 percent after thawing (experiments 2 and 3). The hatching rates produced with cryopreserved semen, however, were lower (17-23 percent) compared to fresh semen (60 percent).(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1