Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Aplicação de métodos diretos e indiretos para produção de populações monossexuais na tilapicultura / Direct and indirect methods applied to the production of monosexual populations in tilapia breeding programs / Métodos Directos e Indirectos Aplicados en la Producción de Población Monosexual en el Cultivo de Tilapias

Bombardelli, Robie Allan; Hayashi, Carmino; Meurer, Fábio.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR; 7(1): 57-68, jan./jun. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-6807

Resumo

No cultivo de tilápias, as espécies ao gênero Oreochromis apresentam maior importância devido a sua fácil adaptabilidade às condições de cultivo, rusticidade, altas taxas de crescimento e também à grande aceitação de sua carne pelo mercado consumidor. Apesar de suas vantagens, um grande problema existente com relação ao cultivo destes peixes está relacionado com sua maturidade sexual precoce e elevada prolificidade, o que pode levar à ocorrência de superpopulação em condições de cultivo. Este fato pode provocar grandes prejuízos aos cultivos devido à redução das taxas de crescimento dos animais envolvidos na reprodução, competição dos filhotes com os adultos pelo alimento e, em casos extremos, mortalidade devido à queda de qualidade da água. Tendo em vista esta problemática, diversas técnicas de produção de propulações monosexo têm sido estudadas. Dentre estas técnicas pode-se considerar aquelas que fazem o controle endógeno direto e indireto do sexo fenotípico. As técnicas de controle direto são aquelas que envolvem a masculinização, feminilização ou esterilização a partir da utilização de hormônios, antiestrógenos, inibidores enzimáticos e compostos esterilizantes. Os tratamentos indiretos utilizam manipulação ambiental, genética ou endócrina para a produção de indivíduos com gametas monosexuais. Atualmente a técnica mais difundida é o método direto, onde se utilizam tratamentos com o hormônio 17 a metiltestosterona incorporado à ração. Contudo, já existe uma tendência de utilização das técnicas indiretas e diretas que não utilizam hormônios esteróides, devido à preocupação do mercado consumidor com a utilização dos hormônios esteróides nestes cultivos.(AU)
Species of the tilapia genus Oreochromis are characterized by high adaptability to closed breeding conditions, rusticity, high growth rates and wide acceptability of fillet by consumers. In spite of these advantages, breeding of tilapias has to meet the problem of early sexual maturity and high proliferation, which may result in overpopulation. These factors may cause high financial losses due to a decrease in the growth rates of reproducing animals, competition for food between young and adult fish and, in extreme cases, deaths caused by degraded water quality. Many techniques involving the production of one-sex populations have been ventured. Techniques that favor direct and indirect endogenous control of phenotypic sex have been enhanced. Direct control techniques involve emasculation, feminization, or sterilization with hormones, anti-estrogens, enzyme inhibitors and sterilizing substances. Indirect treatments use environmental, genetic or endocrine manipulation for the production of specimens with monosexual gametes. The direct method with treatments including hormone 17 a methyltestosterone in the diet is currently more in use. However, there is a trend to use the indirect and direct techniques without steroid hormones due to consumers\' concern with the use of steroid hormones in such cultures.(AU)
En el cultivo de tilapias, las especies del género Oreochromis presentan mayor importancia debido a su fácil adaptabilidad a las condiciones de cultivo, rusticidad, altas tasas de crecimiento y también a la gran aceptabilidad de su carne por el mercado consumidor. A pesar de sus ventajas, hay un gran problema respecto al cultivo de esta especie, ésta tiene su maturidad sexual precoz y elevada proliferación, que puede resultar en una superpoblación en las condiciones de cultivo. El hecho puede provocar grandes perjuicios a los cultivos debido a la disminución de los índices de crecimiento de los peces en fase de reproducción, competición para el alimento entre los jóvenes y los adultos y, en casos extremos, la mortandad debido a causa de la calidad del agua. Considerando esta problemática, diversas técnicas de producción de poblaciones monosexo han sido estudiadas. De las técnicas estudiadas se puede considerar aquellas que hacen el control endógeno directo e indirecto del sexo fenotípico. Las técnicas de control directo son aquellas que involucran el género o la esterilización con la utilización de hormonas antiestrógenos, inhibidores enzimáticos y compuestos esterilizantes. Los tratamientos indirectos utilizan manipulación ambiental, genética o endocrina para la producción de espécimen con gametes monosexuales. Actualmente la técnica más difundida es la que utiliza el método directo, en que se propone el tratamiento con la hormona 17 a methyltestosterone incorporado a la dieta ministrada. Sin embargo, hay una tendencia en utilizar las técnica indirectas y directas que no utilizan hormonas esteroides, debido a la preocupación del mercado consumidor con el empleo de las hormonas esteroides en dichas culturas.(AU)

Assuntos

Tilápia
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1