Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comportamento de espécies florestais amazônicas quanto à luminosidade

da Cruz Alencar, Jurandyr; Campbell de Araujo, Vivaldo.
Acta amaz.; 10(3)1980.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-683797

Resumo

Summary The authors compare the growth in diameter and height and the survival of 21 amazonian forest species, of economic value, planted under two hight conditions: one under the shade of undisturbed high forest and the other in full light. They verify that the growth in height and diameter and the percentage survival, in full light, was superior to that under shade for almost all the species tested, showing that light is an important, fundamental factor as much as a limiting factor to growth as a regulator of survival of forest species. The species which presented the better appearance with the greater heights and diameters in full light were Goupia glabra, Cedrelinga catenaeformis, Bagassa guianensis, Carapa guianensis, Jacaranda paraensis, Dipteryx odorata, Calophyllum angulare, Pithecolobium racemosum and Scleronema micranthum. Under the shade of undisturbed high forest the better species were Goupia glabra, Jacaranda paraensis, Cedrelinga cateaneformis, Calophyllum angulare, Ocotea rubra e Tabebuia serratifolia. The authors recommend these species for plantations in the Amazon, calling attention to the fact that the knowledge of intrinsic ecological characteristics of each species is essential for silvicultural success in this region.
Resumo Os autores comparam o crescimento em diâmetro, altura e a sobrevivência de 21 espécies florestais da Amazônia, de interesse econômico, plantadas em duas condições de luminosidade: uma sob sombra de floresta primária não explorada e a outra em plena abertura. Verificaram que o crescimento em altura, diâmetro e a porcentagem de sobrevivência, em plena abertura, foi superior ao plantio sob sombra para quase todas as espécies testadas, mostrando que a luz é um fator de importância fundamental tanto como limitante do crescimento como regulador da sobrevivência de espécies florestais. As espécies que apresentaram melhor comportamento, com maiores alturas e diâmetros em plena abertura, foram Goupia glabra, Cedrelinga catenaeformis, Bagassa guianensis, Carapa guianensis, Jacaranda paraensis, Dipteryx odorata, Calophyllum angulare, Pithecolobium racemosum e Scleronema micranthum. Sob sombra destacaram-se Goupia glabra, Jacaranda paraensis, Cedrelinga catenaeformis, Calophyllum angulare, Ocotea rubra e Tabebuia serratifolia. Os autores recomendam estas espécies para plantios na Amazônia, chamando a atenção para o fato de que o conhecimento das características ecológicas intrínsecas de cada espécie é essencial para o êxito da silvicultura nesta região.
Biblioteca responsável: BR68.1