Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Production and quality of Mombaça grass forage under different residual heights / Produção de pastos de capim-mombaça submetidos a alturas de resíduo

Carvalho, Ana Luiza Silva; Martuscello, Janaina Azevedo; Almeida, Otávio Goulart de; Braz, Thiago Gomes dos Santos; Cunha, Daniel de Noronha Figueiredo Vieira da; Jank, Liana.
Acta Sci. Anim. Sci.; 39(2): 143-148, apr.-jun. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-691087

Resumo

This study was conducted to evaluate management strategies in Mombaça grass pastures (Panicum maximum) under intermittent grazing subjected to different residual heights. A randomized-block design with two treatments (two post-grazing residual heights: 30 and 50 cm) and three replications was adopted. Pasture heights pre- and post-grazing, forage mass and accumulation, rest and occupation periods, pasture morphological components, milk yield and quality forage were evaluated. The data were submitted to analysis of variance and the means were compared by the F test at 5% probability. A longer grazing interval was observed in the treatments under the more severe grazing intensity. For forage mass postgrazing, larger production and higher percentage of leaves were found with the 50 cm residue, as well as higher crude protein contents and digestibility of leaves and stems and lower lignin and neutral detergent fiber contents. The residual height of 50 cm is recommended for the management of Mombaça grass pasture, as it provides greater milk yield per animal and a larger number of grazing cycles, ensuring better use of the area.(AU)
O experimento foi conduzido, objetivando-se avaliar estratégias de manejo em pastos de capim-mombaça (Panicum maximum) sob lotação intermitente, submetidos a diferentes alturas de resíduo. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com dois tratamentos (duas diferentes alturas de resíduo pós-pastejo - 30 e 50 cm) e três repetições. Foram avaliadas a altura do pasto no pré e no póspastejo, a massa e o acúmulo de forragem, os períodos de descanso, de ocupação, a produção dos componentes morfológicos do pasto, a produção de leite e a qualidade da forragem. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias foram comparadas pelo teste F a 5% de probabilidade. Para tratamentos com intensidade de pastejo mais severa, notou-se maior intervalo de pastejo. Encontrou-se maior acúmulo de forragem para pastos manejados com altura de 50 cm de resíduo de pastejo. Para massa de forragem no pós-pastejo, obteve-se maior produção e maior porcentagem de folhas para o resíduo de 50 cm, bem como maiores teores de PB e digestibilidade para folhas e colmos, e menores teores de lignina e FDN. Para manejo de pastos de capim-mombaça, recomenda-se a altura de 50 cm de resíduo, por promover maior produção de leite por animal e maior número de ciclos de pastejo, garantindo melhor aproveitamento da área.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1