Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Performance and economic viability of broiler chicken fed diets with multienzyme complexes / Desempenho e viabilidade econômica com utilização de complexos enzimáticos em dietas para frangos de corte

Pasquali, Guilherme Aguiar Mateus; Oliveira, Raphael Fortes de; Aiello, Paula Andressa Bedim; Polycarpo, Gustavo do Valle; Crivellari, Rafael; Cruz-Polycarpo, Valquíria Cação da.
Acta Sci. Anim. Sci.; 39(1): 91-96, jan.-mar. 2017. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-691106

Resumo

This study evaluated the effect of multienzyme complexes (EC1 and EC2) in low nutritional density diets on performance and economic viability of broilers. A total of 840 day-old chicks were assigned to 7 treatments, distributed in a completely randomized design: (1) PC: positive control, basal diet formulated to meet nutritional requirements; (2) NC1: negative control, reduced energy and nutrient density diet without enzymes; (3) NC1+EC1; (4) NC2: negative control, diet formulated with 7% over-estimated crude protein and amino acids of soybean meal without enzymes; (5) NC2+EC2; (6) NC3: negative control, reduced energy and nutrient density diet and over-estimation of crude protein and amino acids of soybean meal; (7) NC3+EC1+EC2. Feeding NC1 or NC3 impaired feed conversion ratio at 7, 21 and 42 days, and NC2 at 21 days. Inclusion of EC2 in NC2 diet improved feed conversion ratio and kept it similar to basal diets from 1 to 21 days. Association of EC1 with EC2 in NC3 diet did not improve performance. In summary, inclusion of EC2 in diets with reduced nutrient density keep feed conversion ratio similar to basal diets from 1 to 21 days but does not improve performance of broiler chicken from 1 to 42 days post-hatch.(AU)
Avaliou-se o efeito da inclusão de complexos enzimáticos (CE1 e CE2) em dietas com níveis reduzidos sobre desempenho e viabilidade econômica de frangos. Foram utilizados 840 pintos, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado com sete tratamentos e quatro repetições: 1) controle positivo (CP), dieta formulada para atender às exigências nutricionais; 2) controle negativo 1 (CN1), dieta com níveis nutricionais reduzidos; 3) CN1+CE1; 4) CN2: dieta com proteína e aminoácidos do farelo de soja valorizados em 7%; 5) CN2+CE2; 6) CN3: dieta com níveis reduzidos, e farelo de soja valorizado em 7% para proteína e aminoácidos; 7) CN3+CE1+CE2. A conversão alimentar foi maior em aves que receberam dietas CN1 ou CN3 aos sete, 21 e 42 dias, e CN2 aos 21 dias. A inclusão de CE2 na dieta CN2 melhorou a conversão alimentar em relação a CN2, tornando-a semelhante à de aves alimentadas com dieta CP aos 21 dias. A associação de CE1+CE2 na dieta CN3 não favoreceu o desempenho. Portanto, o uso de complexo enzimático (CE2) em dieta com níveis reduzidos mantém a conversão alimentar similar à de aves recebendo dieta-padrão no período de um a 21 dias, porém, no período de um a 42 dias, não melhora o desempenho de frangos.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1