Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Temporal distribution of ichthyoplankton in the Forquilha river, upper Uruguay river Brazil: Relationship with environmental factors / Distribuição temporal do ictioplâncton no rio Forquilha, alto rio Uruguai Brasil: Relação com os fatores ambientais

Lopes, Carolina Antonieta; Garcia, Valquíria; Reynalte-Tataje, David Augusto; Zaniboni-Filho, Evoy; Nuñer, Alex Pires de Oliveira.
Acta Sci. Biol. Sci.; 36(1): 59-65, jan.-mar.2014. mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-695391

Resumo

This study aimed to evaluate the temporal distribution of fish eggs and larvae in the Forquilha river (upper Uruguay river/Brazil) and its relationship with environmental variables. Ichthyoplankton and abiotic factors were sampled from September 2006 to August 2007. At the laboratory, samples were sorted and larvae were identified to the lowest possible taxonomic level. For data analysis we applied One-way Anova, Tukeys test, Pearson correlation and PCA. In this study 200 eggs and 308 larvae were collected, showing differences in the temporal distribution and influence of abiotic factors. Larvae were identified in all stages of development, being distributed in three order and eight families. These results point that the lower portion of the Forquilha river is an important drift and nursery area for fish larvae of the upper Uruguay river. The breeding season for most species was greatly marked, between October and January, coinciding with the increase in temperature and decrease of the water flow. The response of reproductive intensity varies according to the environmental variables.(AU)
Este trabalho teve por objetivo avaliar a distribuição temporal de ovos e larvas de peixes no Rio Forquilha (alto rio Uruguai/Brasil) e sua relação com as variáveis ambientais. As coletas de ictioplâncton e as aferições das variáveis ambientais ocorreram mensalmente no período de setembro de 2006 a agosto de 2007. Em laboratório, as amostras coletadas foram triadas e as larvas identificadas ao menor nível taxonômico possível. Para analisar os dados foram aplicadas a Análise de Variância Unifatorial, o teste de Tukey, PCA e a correlação de Pearson. Foram coletados 200 ovos e 308 larvas, que apresentaram diferença na distribuição temporal e influência das variáveis abióticas. Foram identificadas larvas em todos os estágios de desenvolvimento, estando distribuídas em três ordens e oito famílias. Os resultados apontam que a região inferior do rio Forquilha é um importante local de deriva e de berçário para as larvas dos peixes do alto rio Uruguai. O período reprodutivo para a maior parte das espécies foi bem marcado, ocorrendo entre os meses de outubro e janeiro, e coincidindo com o aumento da temperatura e redução da vazão da água. A resposta da intensidade reprodutiva varia de acordo com as variáveis ambientais.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1