Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prediction of breeding values in beef cattle using different definitions of additive genetic groups / Definição de grupos genéticos aditivos visando melhor predição de valores genéticos em bovinos de corte

Oliveira Júnior, Gerson Antônio de; Eler, Joanir Pereira; Ferraz, José Bento Stermam; Petrini, Juliana; Mattos, Elisângela Chicaroni de; Mourão, Gerson Barreto.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 14(2): 277-286, Apr.-June.2013. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-695430

Resumo

The paper aims to analyze the structure of additive genetic groups as an alternative to include animals with unknown parentage in genetic evaluation. Several traits were studied: weaning weight; yearling weight; post-weaning weight gain in 345 days; scrotal circumference at 18 months of age; and visual muscling scores at 18 months of age. As a control group it was used a database where all animals had known paternity. Thus, three scenarios were defined where 30%; 50% or 70% of the observations were randomly taken as animals with unknown parentage. For these three simulated databases, the strategies considered to define additive genetic groups were: effect of year at birth; effect of farm at birth; effect of year and farm at birth; and a negative control group, which considered animals with unknown paternity. The most appropriate strategy for additive genetic group was chosen as the one that resulted in a higher regression coefficient and additive genetic value closest to the predicted for those animals in the control group. The results considering the strategy of additive genetic show large agreement with the control group. Among the strategies proposed, farm of birth and year of birth of the animal with unknown parentage achieved the best results.(AU)
O objetivo do estudo foi avaliar a estrutura de grupos genéticos aditivos como alternativa para incluir animais com paternidade desconhecida nas avaliações genéticas. As características estudadas foram: peso a desmama; peso ao sobreano; ganho de peso pós-desmama em 345 dias; perímetro escrotal ao sobreano e o escore visual de musculosidade ao sobreano. Um banco em que todos os animais tinham paternidade conhecida foi utilizado como grupo controle. A partir deste, três cenários foram criados em que 30; 50 ou 70% dos indivíduos foram aleatoriamente assumidos como animais com paternidade desconhecida. As estratégias consideradas de grupos genéticos aditivos foram: safra de nascimento do animal com paternidade desconhecida; fazenda de nascimento do animal com paternidade desconhecida; ano de nascimento e fazenda de nascimento do animal e um grupo controle negativo que manteve os animais com pais desconhecidos. A estratégia adequada de grupo genético aditivo foi escolhida como sendo aquela que resultou em um maior coeficiente de regressão e com valor genético aditivo mais próximos ao predito para os animais do grupo controle. Os resultados que incluíram a estratégia de grupo genético aditivo nos modelos de predição dos valores genéticos mostraram maior coerência com o grupo controle, frente a não inclusão destes nas análises. Dentre as estratégias propostas, ano de nascimento e fazenda de nascimento do animal e apenas ano de nascimento do animal com paternidade desconhecida obtiveram os melhores resultados.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1