Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estafilococos resistentes à oxacilina isolados em casos de mastite subclínica em ovinos

Zafalon, L.F.; Verissimo, C.J.; Mamizuka, E.M.; Martins, K.B.; Almeida, L.M.; Veschi, J.L.A..
Arq. Inst. Biol.; 79(1)2012.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-698590

Resumo

Staphylococcus bacteria are among the main agents of ovine mastitis. One of the greatest barriers to treatment of sick animals are strains resistant to antimicrobial agents. The research of the mecA gene in staphylococci is an auxiliary tool for the determination of epidemiological aspects of disease. The present study aimed to investigate oxacillin resistance in coagulase-negative staphylococci isolated in the milk from ewes with subclinical mastitis. A total of 448 samples from 2 flocks were analyzed. Colonies were previously submitted to testing for susceptibility to antibiotics in-vitro using the technique of disk diffusion. Using the oxacillin-resistant strains in these tests, the research of mecA gene was conducted with the extraction of chromosomal DNA by way of the technique of phenol-chloroform extraction. Coagulase-negative staphylococci were resistant to oxacillin, and the mecA gene was detected in 4 isolates, which also showed characteristics of multidrug resistance. These findings reinforce the importance of these microorganisms in the etiology of subclinical mastitis in ewes, and open perspectives for future research to investigate the epidemiology of this disease.
Bactérias do gênero Staphylococcus estão entre os principais agentes causadores da mastite ovina. Um dos maiores entraves ao tratamento dos animais doentes são cepas resistentes aos antimicrobianos empregados. A pesquisa do gene mecA nos estafilococos é um instrumento auxiliar para a determinação de aspectos epidemiológicos da doença. Este trabalho teve por objetivo investigar a resistência à oxacilina em estafilococos coagulase-negativos isolados no leite de ovelhas com mastite subclínica. Foram analisadas 448 amostras de leite de dois rebanhos. Os micro-organismos isolados foram submetidos previamente a testes de sensibilidade a antibióticos in vitro a partir da técnica de difusão em disco. Naqueles resistentes à oxacilina nestes testes efetuou-se a pesquisa do gene mecA, com a extração do DNA cromossômico por meio da técnica de extração fenol-clorofórmio. Os estafilococos coagulase-negativos apresentaram resistência à oxacilina e a presença do gene mecA foi detectada em quatro isolados, que também apresentaram características de multirresistência. Tais achados reforçam a importância deste grupo de micro-organismos na etiologia da mastite subclínica em ovinos e abre perspectivas para futuras pesquisas para a investigação da epidemiologia da doença.
Biblioteca responsável: BR68.1