Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Anticorpos contra brucelas lisas em suínos abatidos no semiárido da Paraíba

Azevedo, S.S.; Oliveira, R.M.; Silva, M.L.C.R.; Macedo, M.M.S.; Santos, C.S.A.B.; Alves, C.J.; Higino, S.S.S..
Arq. Inst. Biol.; 79(1)2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-698603

Resumo

The aim of this research was to determine the frequency of antibodies against smooth Brucella in swine slaughtered in the semiarid region of the state of Paraíba, Brazil. Three hundred and six serum samples from swine slaughtered in the public slaughterhouse of the city of Patos were used. For the detection of antibodies against smooth Brucella, the Rose Bengal plate test (RBPT) was applied as a screening method and the 2-mercaptoethanol test as a confirmatory method. Of the 306 swine tested, 3 (0.98%; 95% CI = 0.20% - 2.84%) were positive for antibodies against smooth Brucella at RBPT, and 2 (0.65%; 95% CI = 0.08% - 2.34%) were confirmed in the 2-mercaptoethanol; 1 animal presented titer 200 and 1 titer 25.
O objetivo do presente trabalho foi determinar a frequência de anticorpos contra brucelas lisas em suínos abatidos no semiárido da Paraíba. Para tanto, foram utilizadas 306 amostras de soros de suínos abatidos no matadouro público de Patos, Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Para a detecção de anticorpos contra brucelas lisas, o teste do antígeno acidificado tamponado (AAT) foi empregado como teste de triagem, e a prova do 2-mercaptoetanol (2-ME) foi empregada como método confirmatório. Dos 306 suínos testados, três (0,98%; IC 95% = 0,20% - 2,84%) foram positivos para anticorpos contra brucelas lisas no teste de AAT, e dois (0,65%; IC 95% = 0,08% - 2,34%) foram confirmados no 2-ME, sendo um animal com título 200 e um com título 25.
Biblioteca responsável: BR68.1