Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Impacto de inseticidas sobre Spodoptera frugiperda (Lepidoptera, Noctuidae) e seus inimigos naturais em milho safrinha cultivado em Cassilândia e Chapadão do Sul, MS

Toscano, L.C.; Calado Filho, G.C.; Cardoso, A.M.; Maruyama, W.I.; Tomquelski, G.V..
Arq. Inst. Biol.; 79(2)2012.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-698619

Resumo

Due to the fact that the occurrence of Spodoptera frugiperda can harm maize yields and is controlled basically through the use of chemical insecticides, it is crucial to improve the management of this pest by studying the insecticides' selectivity regarding the population of biological control agents. Therefore, the insecticide with insect growth regulating properties lufenuron (Match EC - 0.3 L/ha-1) and the organophosphate chlorpyrifos (Clorpirifós Fersol 480 EC - 0.6 L/ha-1), were analyzed regarding the control of fall armyworm populations and their impact on biological control agents in Cassilândia and Chapadão do Sul, State of Mato Grosso do Sul, Brazil. The analyses were performed weekly considering 100 plants which were distributed in 10 spots at random/treatment, regarding the variables: oviposition, attacked whorls and occurrence of biological control agents. The use of the products did not significantly affect the number of observed ovipositions in the treatments; the insecticide lufenuron showed higher efficiency on the control of fall armyworm and lower deleterious effects on the populations of natural enemies when compared to chlorpyrifos. Besides spiders and the predator Doru luteipes, the observed parasitoid species of the caterpillar were Chelonus sp., Campoletis sp. and Euplectrus sp.
Tendo em vista que a ocorrência de Spodoptera frugiperda pode prejudicar a produtividade do milho e que seu controle é basicamente feito com o uso de inseticidas químicos, é fundamental que o manejo desta praga seja aprimorado através do estudo de seletividade destes produtos frente à população dos agentes de controle biológico. Assim, foram avaliadas a ação do inseticida regulador do crescimento de insetos lufenurom (Match EC - 0,3 L/ha-1) e do organofosforado clorpirifós (Clorpirifós Fersol 480 EC - 0,6 L/ha-1), na supressão de populações da lagarta-do-cartucho e seu impacto sobre alguns de seus agentes de controle biológico em Cassilândia e Chapadão do Sul, MS. As avaliações foram realizadas semanalmente em 100 plantas que ficavam distribuídas em 10 pontos ao acaso/tratamento, considerando-se as seguintes variáveis: oviposição, cartuchos atacados e ocorrência de agentes de controle biológico. A aplicação dos produtos não interferiu de maneira significativa no número de posturas encontradas nos tratamentos; o inseticida lufenurom foi o que apresentou maior eficiência no controle da lagarta-do-cartucho e teve menor efeito deletério sobre as populações dos inimigos naturais em relação ao clorpirifós. Além das aranhas e do predador Doru luteipes, as espécies de parasitoides de lagarta encontradas foram Chelonus sp., Campoletis sp. e Euplectrus sp.
Biblioteca responsável: BR68.1