Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

ESTUDO RETROSPECTIVO DE 26 CASOS CLÍNICOS DE OBSTRUÇÃO AÉREA RECORRENTE (OAR) EM CAVALOS (1997-2004)

Cláudio Lopes Correia da Silva, Luís.
Vet. Zoot.; 13(2): 173-181, 2006.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-699178

Resumo

RESUMO Foi realizado um estudo retrospectivo de 26 cavalos portadores de obstrução aérea recorrente (OAR), examinados no Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, entre dezembro de 1997 e novembro de 2004. Durante esse período foram atendidos 3101 animais (eqüinos, asininos e muares), dos quais 182 apresentavam afecções respiratórias (5,9%) e os casos de OAR representaram 0,8% do total de eqüídeos atendidos. A maioria dos cavalos acometidos pela OAR (96,1%) apresentava idade superior a cinco anos. Todos os animais eram mantidos estabulados e 76,9% deles apresentaram duração da enfermidade superior a três meses. A ocorrência de OAR não teve influência sazonal. A queixa comum relatada em 100% dos cavalos acometidos pela OAR foi a presença de tosse crônica. Dados referentes à dispnéia, intolerância ao exercício e corrimento nasal foram freqüentes em 88,4%, 61,5% e 60,5% dos casos de OAR, respectivamente. Ruídos anormais na auscultação torácica e taquipnéia foram dados freqüentemente detectados no exame físico em 88,4% e 69,2% dos cavalos portadores dessa enfermidade, respectivamente. A porcentagem de 78,5 dos 14 casos de OAR examinados por endoscopia tinha excesso de secreções respiratórias na traquéia e a diferença máxima da pressão intrapleural estava aumentada em 71,4% desses animais. A citologia do lavado traqueobrôn
Biblioteca responsável: BR68.1