Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

IDENTIFICAÇÃO E PERFIL DE SENSIBILIDADE DE Enterobacter spp. ISOLADOS DE LEITE BOVINO CRU

dos Santos Alves, Taila; Keller Siqueira, Amanda; Maria Giaciani Ferraz, Mirtis; da Silva Leite, Domingos.
Vet. Zoot.; 22(01): 114-122, 2015.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-699404

Resumo

A produção e o consumo de leite e derivados vêm aumentando anualmente no Brasil. A emergência do consumo de leite cru está relacionada à busca por produtos que mantenham preservadas suas propriedades nutricionais. Esta falsa ideia aumenta o risco do consumo de leite e derivados contaminados por micro-organismos patogênicos. As bactérias do gênero Enterobacter são amplamente distribuídas na natureza e fazem parte da microbiota do trato gastrointestinal humano e animal.  Enterobacter cloacae, Enterobacter aerogenes, Pantoea agglomerans e Cronobacter sakazakii são apontadas como patógenos oportunistas. Nesse sentido, o estudo buscou a identificação e diferenciação bioquímica de espécies de Enterobacter spp. a partir de isolados de leite bovino cru, a caracterização do perfil de sensibilidade a antimicrobianos e a pesquisa de genes de resistência. A partir de 104 cepas de Enterobacter spp. foram identificadas E. cloacae (39), Pantoea agglomerans (23), Cronobacter sakazakii (18) e E. aerogenes (9). Destas, 26% apresentaram resistência a três ou mais antimicrobianos. O gene blaTEM foi encontrado em 27% dos isolados. Dessa forma, este estudo alerta quanto ao risco de infecções por micro-organismos resistentes, potencialmente patogênicos, associados ao consumo de leite bovino cru.
Biblioteca responsável: BR68.1