Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

SENSIBILIDADE MICROBIANA DE Staphylococcus spp. ISOLADOS DE LEITE DE CABRAS COM MASTITE SUBCLÍNICA

Salina, Anelise; Puglia Machado, Gustavo; de Freitas Guimarães, Felipe; Langoni, Helio.
Vet. Zoot.; 22(2): 288-294, 2015.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-699422

Resumo

Um dos entraves à produção de leite caprino é a mastite, processo inflamatório da glândula mamária que determina sérios prejuízos econômicos e representa risco iminente à saúde pública, tendo em vista que micro-organismos causadores de mastites são potencialmente patogênicos para os seres humanos. O uso indiscriminado de antimicrobianos no tratamento dos animais pode desencadear a seleção de micro-organismos multirresistentes, além de produzir resíduos no leite e derivados, intensificando os agravos à saúde pública. Considerando que os estafilococos são comumente isolados a partir de casos de mastite em caprinos, e tendo em vista que o antibiograma possibilita o direcionamento estratégico para o tratamento dos rebanhos, o objetivo do presente estudo foi avaliar o perfil de sensibilidade in vitro, frente a dez antimicrobianos de 86 cepas de estafilococos isoladas de amostras de leite de cabras, a partir de casos de mastite subclínica. Verificou-se que o antimicrobiano mais efetivo foi a gentamicina, com 96,5% de sensibilidade; seguido de cefalexina e neomicina, com 95,3% de sensibilidade a cada um destes antimicrobianos. Os três antimicrobianos com maior resistência foram ampicilina (37,2%), penicilina (27,9%) e tetraciclina (24,4%). Os resultados alertam para a importância do diagnóstico precoce das mastites em caprinos, bem como do estudo de perfil de sensibilidade microbiana,
Biblioteca responsável: BR68.1