Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE PASTAGENS DE INVERNO SOBRE A HABILIDADE MATERNA DE VACAS DE CORTE

Luis de Azambuja Ribeiro, Edson; Restle, João; Henrique Souza da Silva, José; Cassol Pires, Cleber.
Ci. Rural; 21(1)1991.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-702721

Resumo

SUMMARY The main objective of this study was to evaluate the effect of cultivated winter pasture, during different periods, on the maternal ability of beef cows. First calf Charolais and Aberdeen Angus cows were submited to one of the following treatments: T1 - Native pasture; T2-Cultivated pasture during September and October; T3 - Cultivated pasture two hours daily during July and August; T4 -Cultivated pasture for two hours daily during July and August plus cultivated pasture during September and October. With exception of the period that animals were kept on cultivated pasture, according to each treatment, they remained on the same native pasture. Average daily milk production of T4 cows (4.05 img border=0 width=20 height=20 src="../../../../../../img/revistas/cr/v21n1/a14img01.gif">) was higher (P 0.05) than T1 cows (2.95 img border=0 width=20 height=20 src="../../../../../../img/revistas/cr/v21n1/a14img01.gif">). T2 and T3 cows had an intermediat milk production (3.78 and 3.27 img border=0 width=20 height=20 src="../../../../../../img/revistas/cr/v21n1/a14img01.gif">; P>0.05). Milk composition was the same for the four treatments (P>0.05). Calf birth weight was not affected (P>0.05) by the cow's treatment. However, T4 calves gained more weight (P 0.05) from birth to weaning than T1 calves (0.541 vs 0.446kg/day), and were heavier (P 0.01) at weaning (160.6 vs 135-5kg). Correlation between average daily milk production and calf weight gain from birth to weaning was 0.75 (P 0.01).
RESUMO Este trabalho teve como principal objetivo verificar o efeito da utilização de pastagem cultivada de inverno, por diferentes períodos, sobre a habilidade materna de vacas de corte. Foram utilizadas um total de 77 vacas Charolês e Aberdeen Angus com primeira cria ao pé, submetidas aos seguintes tratamentos: T1-Pastagem natural; T2 - Pastagem cultivada em setembro e outubro; T3 - Pastagem cultivada por duas horas diárias em julho e agosto; T4 - Pastagem cultivada por duas horas diárias em julho e agosto + pastagem cultivada em setembro e outubro. Com exceção do período em que os animais estavam em pastagem cultivada, como determinava cada tratamento, eles permaneceram juntos na mesma área de pastagem natural. A produção média diária de 1 leite das vacas do T4 (4,05 litros) foi maior (P 0,05) do que das vacas do T1 (2,95 litros). As vacas dos tratamentos 2 e 3, tiveram produções intermediárias (3,78 e 3,27 litros; (P>0,05). Não houve diferença (P>0,05) na composição do leite entre os tratamentos, porém o leite das vacas do T2 e T4, quando agrupadas, teve menor (P 0,05) teor de gordura e maior (P 0,01) teor de extrato seco desengordurado do que o leite das vacas do T1 e T3 agrupadas, respectivamente, 3,29 vs 3,60% e 8,30 vs 8,14%. Não houve diferença (P>0,05) no peso dos terneiros ao nascimento, porém os terneiros do T4 ganharam mais peso (P 0,05) do nascimento ao desmame do que os do T1 (0,541 vs 0,446kg), bem como foram mais pesados (P 0,01) ao desmame (160,6 vs 135,5kg). A correlação entre a produção média diária de leite e o ganho de peso dos terneiros do nascimento ao desmame foi de 0,75 (P 0,01).
Biblioteca responsável: BR68.1