Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

LEVANTAMENTO PARASITOLÓGICO EM Hoplias Malabaricus, Bloch, (1794) (TRAIRA) DE ÁGUAS DA REGIÃO DE SANTA MARIA - RS

Maria Weiblen, Ana; Atlante Brandão, Deodoro.
Ci. Rural; 22(2)1992.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-702779

Resumo

In the present study 139 Hoplias Malabaricus were collected in different seasons from dams and ponds located at Santa Maria county and surroudings and the parasites were studied. The objectives of the survey were to determine the preferably location of the parasite in the host, relate the season with the higher prevalence and identify them at the level of genus and when possible indicate the species. From the 139 fishes examined, 2812 parasites were collected with the following distribuition: 469 in spring, 921 in summer, 482 in autumn and 940 in winter. From these 2812 parasites, 1637 were nematodes beloging to the following species: contracaecum sp.. Parasseuratum soaresi, Paracappilaria piscicola, Guyanema baudi, Spirocamallanus hilaril, Procamallunas peraccuratus and nematodes not identified; 931 trematodes beloging to Ithyoclinostomulum dimorphum, tylodelphylus sp. 1, Dendrorchis sp., CIinostomum sp. andhalipegus overstreeti; 106 acanthocefphalans belonging to Quadrigyrus machadoi; 138 microcrustaceans to the genus Ergasilus, 20 argulides of the genus Dolops.
No presente trabalho estudou-se os parasitos encontrados em 139 traíras coletadas nas diferentes estações do ano em lagoas e açudes do município de Santa Maria, RS. Os objetivos deste levantamento foram: determinar a localização preferencial dos parasites no hospedeiro, relacionar a prevalência dos parasites com as estações do ano e identificar os mesmos a nível de gênero e se possível espécie. Dos 139 peixes necropsiados, 2812 parasites foram coletados ficando assim distribuídos: 469 na primavera, 921 no verão, 482 no outono e 940 no inverno. Destes 2812 parasitos, 1637 foram nematódeos pertencentes as seguintes espécies: Contracaecum sp, Parasseuratum soaresi, Paracappilaria piscicola, Guyanema baudi, Spirocamallanus hilarii, Procamallanus peraccuratus e nematódeos não identificados; 931 trematódeos pertencentes a Ithyoclinostomulum dimorphum, Tylodelphylus sp. 1, Dendrorchis sp, Clinostomum sp e Halipegus overstreeti; 106 acantocéfalos pertencentes a Quadrigyrus machadoi; 138 microcrustáceos do gênero Ergasilus e 20 argulídeos do gênero Dolops.
Biblioteca responsável: BR68.1