Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Propriedades físicas de um cambissolo húmico álico afetadas pelo manejo do solo

Bertol, Ildegardis; Schick, Jefferson; Marcelos Massariol, Jarmum; Fábio dos Reis, Émerson; Dily, Leonir.
Ci. Rural; 30(1)2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-703581

Resumo

Soil physical degradation is one of the main factors responsible for water erosion. The conventional tillage usually acellerates this process because it involves an intense soil tillage. Thus, no-tillage is considered a soil conservation management system because it preserves crop residue on the soil surface, inducing soil organic matter increase. However, no-tillage may also increase soil density and decrease surface soil total porosity. This study was conducted in Lages, SC, Brazil, on a Haplumbrepts soil, from May 1995 to November 1997. Two soil tillage treatments were used: conventional tillage (plowing plus disking) and no-tillage. Each soil treatment was replicated four times. The crop sequences used were oat, maize, oat, maize and oat in no-tillage system and oat, maize, fallow, maize and fallow in conventional tillage system. Soil bulk density, organic carbon, macroporosity, microporosity, total porosity and the ratio between macroporosity and total porosity were evaluated at soil layers of 0-2.5, 2.5-5.0, 5.0-10.0 and 10.0-15.0cm depth. Under no-tillage, there were higher values of soil bulk density and lower values of macroporosity and the ratio macroporosity/total porosity at the superficial layers of 0-2.5 and 2.5-5.0cm. Conversely, soil bulk density decreased with depth in the notillage treatment, thus enhancing macroporosity and the ratio between macroporosity and total porosity at the deeper layers of soil profile. An opposite trend was observed for the conventional tillage.
A degradação física do solo é um dos principais processos responsáveis pelo aumento da erosão hídrica. Os preparos convencionais normalmente são aceleradores desse processo, pois a sua execução exige um intenso revolvimento mecânico do solo. Assim, a semeadura direta apresenta-se como um manejo conservacionista, pois a ausência de preparo preserva os resíduos culturais e aumenta a matéria orgânica, apesar de aumentar a densidade e diminuir a porosidade superficial do solo. O trabalho foi desenvolvido num cambissolo húmico álico, no Centro de Ciências Agroveterinárias de Lages - SC, no período de maio de 1995 a novembro de 1997. Os tratamentos de preparo do solo, preparo convencional executado com uma aração+duas gradagens, e semeadura direta sem revolvimento do solo, foram instalados em quatro repetições. Na semeadura direta, foram cultivadas aveia, milho, aveia, milho e aveia e, no preparo convencional, aveia, milho, pousio, milho e pousio, em seqüência. Foram avaliadas a densidade do solo, carbono orgânico, macroporosidade, microporosidade, porosidade total e relação macroporos/porosidade total, nas camadas 0-2,5, 2,5- 5,0, 5,0-10,0 e 10,0-15,0cm de profundidade. Nas camadas de 0- 2,5 e 2,5 a 5,0cm, a semeadura direta apresentou maior densidade do solo e conseqüente menores macroporosidade e relação macroporos/porosidade total do que o preparo convencional. Na semeadura direta, a densidade do solo diminuiu com a profundidade, com conseqüente aumento na macroporosidade e na relação macroporos/porosidade total, enquanto no preparo convencional este comportamento foi inverso.
Biblioteca responsável: BR68.1