Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Revisão de 26 casos clínicos de duodeno-jejunite proximal em eqüinos (1996-2000)

Roberto Fernandes, Wilson; Simões Coelho, Clarisse; Schoelzel Marques, Melanie; Yvonne Arantes Baccarin, Raquel; Claudio Lopes Correia da Silva, Luis.
Ci. Rural; 33(1)2003.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-704115

Resumo

Medical records of 26 horses admitted to the Veterinary Hospital of FMVZ-USP from December 1996 to November 2000 with duodenitis-proximal jejunitis (DPJ) were reviewed. From 1555 horses examined during this period, 205 (13.2%) had shown gastro-intestinal problems and 1.7% of the total had DPJ. Ages, physical parameters, laboratory values and clinical course were compared among surviving horses DPJ (group 1) and horses not surviving DPJ (group 2). Twenty (76.9%) of 26 horses survived. All horses were managed with medical treatment only. The results were analysed through Student test (alpha=0.05). Significative differences between the two groups were observed for white blood cell counts (WBC), serum creatinine and heart rate. Laminitis was the most common complication and occurred in 30.8% of the cases.
Os dados de 26 eqüinos com duodeno-jejunite proximal (DJP), examinados no HOVET-FMVZ-USP entre dezembro de 1996 e novembro de 2000, foram revisados. Durante esse período, foram atendidos 1555 animais, dos quais 205 apresentavam distúrbios gastrintestinais (13,2%). Os casos de DJP representaram 1,7% do total de eqüinos atendidos. A idade, os achados clínico-laboratoriais e a evolução clínica foram comparados entre eqüinos sobreviventes (grupo 1) e eqüinos não sobreviventes (grupo 2). Vinte eqüinos (76,9%) sobreviveram. Todos os animais foram submetidos exclusivamente a tratamento médico. A análise dos resultados foi feita através de comparação entre médias pelo teste t de Student com significância de 5%. Houve diferença significativa entre os dois grupos em relação aos seguintes parâmetros analisados: contagem total de leucócitos no sangue, creatinina sérica e freqüência cardíaca. A principal complicação nos animais recuperados foi laminite (30,8%).
Biblioteca responsável: BR68.1