Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estimativas de repetibilidade para produção de matéria seca em alfafa

de Souza-Sobrinho, Fausto; José da Silva Lédo, Francisco; Vander Pereira, Antônio; Andrade Botrel, Milton; Ricardo Evangelista, Antônio; Celuta Machado Viana, Maria.
Ci. Rural; 34(2)2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-704370

Resumo

Along with the increasing competition in its primary production area the Brazilian dairy searchs for production systems that result higher productivity and lower costs. Among the adopted strategies are the herd and forage improvement. Alfalfa, known for its excellent nutritional quality and palatability, becomes an option. However, to obtain cultivars well adapted to tropical conditions still requires a lot of time and work. Theoretical information regarding forage value characters are required in order to orient improvement programs. So, the objective of this work was to estimate the repeatability coefficient of alfalfa dry matter productivity in Brazil southeast region and to determinate the ideal evaluation number necessary to select higher genotypes. Four methodologies were used. Dry matter productivity data from four alfalfa evaluation experiments carried in different areas of Minas Gerais State were used. The repeatability coefficient (r) for each experiment was estimated using variance analysis (Anova) of the main components based on the covariance (CP-1) and the correlation (CP-2) matrix and by the structural analysis based on the correlation matrix. A good response among the four methodologies was observed in all experiments. The average estimate for repeatability of alfalfa dry matter production for all experiments was 0,59, with the determination coefficient average of 0,96. What was also noted was that four cuts, in average, were sufficient to shown with 85% confidence the real genotipic value of the evaluated cultivars.
Com o aumento da competitividade do setor produtivo, a pecuária leiteira brasileira busca, de todas as formas, sistemas de produção que obtenham maior produtividade e menor custo. Entre as estratégias adotadas para tal fim, estão a melhoria da qualidade do rebanho e da forragem fornecida aos animais, de modo que estes expressem todo o seu potencial produtivo. A alfafa, conhecida pela excelente qualidade forrageira e boa palatabilidade, surge como boa opção. Entretanto, ainda há muito o que se trabalhar para a obtenção de cultivares melhor adaptadas às condições tropicais. Informações teóricas sobre características de importância forrageira são necessárias para a orientação dos programas de melhoramento. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi estimar o coeficiente de repetibilidade para a produtividade de matéria seca de alfafa na região Sudeste do Brasil e determinar o número ideal de avaliações para a seleção dos genótipos superiores, por meio de quatro metodologias diferentes. Utilizaram-se dados de produtividade de matéria seca obtidos em quatro ensaios de comparação de cultivares de alfafa, conduzidos em diferentes regiões do Estado de Minas Gerais. Estimou-se o coeficiente de repetibilidade (r), para cada um dos ensaios, por meio dos métodos da análise de variância (Anova), dos componentes principais com base na matriz de covariância (CP-1) e de correlação (CP-2), e pela análise estrutural baseada na matriz de correlação. Observou-se que houve boa concordância entre as diferentes metodologias de estimação do coeficiente de repetibilidade em todos os ensaios. A estimativa média de repetibilidade para produção de matéria seca de alfafa nos quatro ensaios avaliados foi de 0,59, com coeficiente de determinação médio de 0,96. Constatou-se, também, que a realização de apenas quatro cortes, em média, foram suficientes para se conhecer o real valor genotípico das cultivares testadas, com 85% de confiabilidade.
Biblioteca responsável: BR68.1