Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Poliuretana de mamona (Ricinus communis) para desvio da crista tibial no cão

Popak Maria, Patricia; Guilherme Padilha Filho, João; Carlos Canola, Júlio; Botelho Castro, Márcio.
Ci. Rural; 34(3)2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-704416

Resumo

Medial patellar luxation is one of the most common orthopedic problems in small breeds of dogs and tibial crest deviation is a frequent accompaining anatomical abnormality. For that reason, the purpose of this study was to evaluate the behavior of castor oil derived polyurethane implants when apllied to experimental defects created on the medial side of the proximal tibia of normal puppies. Twelve dogs were randomly divided in 3 groups of 4 animals and were submitted to the same treatment. Histopathological study was performed respectively at 30 (GI), 60 (GII) and 90 (GIII) days post-surgery. Evaluations methods included clinical assessment, radiology, gross and macroscopic study, tomography and statistical analysis. Clinically, there were no signs of implant rejection. Radiology revealed intense periosteal reaction and new bone formation. On gross examination, there was thickening and lateral deviation of the tibial crest and new bone neoformation. On microscopic examination, there was fibrous tissue around the polyurethane, periosteal proliferation on the medial side of the tibia and no bone proliferation towards the implant. Cat scans reveled lateral deviation of the tibial crest in eleven animals, which was statistically significant (p 5; pared T test).
A luxação medial de patela é uma das principais afecções ortopédicas que afetam cães de raças de pequeno porte. Tendo como princípio que o desvio da crista tibial é uma das alterações anatômicas encontradas, este estudo objetivou avaliar o efeito da poliuretana de mamona (Ricinus communis) aplicada em defeitos produzidos experimentalmente na porção proximal medial da tíbia de cães normais em fase de crescimento. Para isto, foram utilizados 12 cães subdivididos aleatoriamente em 3 grupos de igual número, com mesmo tratamento, mas com análise histopatológica aos 30 (GI), 60 (GII) e 90 (GIII) dias. O estudo constou de avaliações clínica, radiográfica, macroscópica, histopatológica, tomográfica e análise estatística. Avaliação clínica demonstrou não haver rejeição do implante. A análise radiográfica revelou intensa reação periosteal e neoformações ósseas no local da implantação. Macroscopicamente observou-se espessamento da crista tibial, neoformações ósseas e desvio lateral da crista. Os achados à microscopia óptica revelaram presença de tecido conjuntivo fibroso ao redor da poliuretana, ausência de proliferação óssea em direção ao implante e proliferação de periósteo na face medial das tíbias. A tomografia computadorizada revelou desvio lateral da crista em 11 animais e estes desvios foram estatisticamente significantes em nível de 5% por meio do teste t pareado.
Biblioteca responsável: BR68.1