Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Teste imunoenzimático (enzyme-linked immunosorbent assay) para diagnóstico da cisitcercose bovina e estudo da cinética de produção de anticorpos contra-Cysticercus bovis

Carlos Minozzo, João; Thomaz-Soccol, Vanete; Chaves Olortegui, Carlos; Edésio Soares, Vando; José da Costa, Alvimar.
Ci. Rural; 34(3)2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-704421

Resumo

An indirect ELISA (ENZYME-LINKED IMMUNOSORBENT ASSAY) was developed for searching of antibodies against-Cysticercus bovis in bovine. Three antigens were studied: partial antigen of C. cellulosae, total antigen of C. bovis, and total antigen of C. longicollis. In the standardization of the ELISA the following combinations were analyzed: antigen 250 and 500 ng of protein/well, dilution of the sera 50, 100, 200, and 400 times, dilution of the conjugated (anti bovine -IgG conjugated IgG of goat with peroxidase) 400 and 800 times. The crossing of the conditions above resulted in the following standardization: antigen 250 ng/well, sera and conjugated diluted 100 and 400 times respectively. The reaction cut-off between reagents and non-reagents animals was determined by the average of the optic densities of 54 negative sera plus three standard deviation resulting in the value of 0,303. The reactivity of the three antigens used in the ELISA test was compared using sera from experimentally infected calves, using sera dilutions and conjugated standardized previously. Using the antigen of C. bovis was verified high correlation with the test standardized with C. cellulosae. However, the absorbance values were significantly smaller. With C. longicollis was observed low reactivity, but increasing the amount of antigen, up to 3000ng/well, there was a proportional increase of the response. The kinetics of antibodies anti-C. bovis production was studied in ten calves experimentally infected with 2 x 104 T. saginata eggs. Six non-infected calves were used as control. After 90 days from the infection date, the animals were killed. Thirteen samples of sera of each animal were analyzed. The first was picked in the day of the infection and the remaining at each 15 days. The maximum production of antibody was observed between 30 and 60 days post infection. With the standardized test it was detected antibodies against-C. bovis, in 2 from 20 cattle considerated as non-holder of cyst by the inspection service. These animals could be considered possible cyst holders.
Um teste de ELISA indireto (ENZYME-LINKED IMMUNOSORBENT ASSAY) foi desenvolvido para pesquisa de anticorpos contra-C. bovis em bovinos experimental e naturalmente infectados. Foram estudados três antígenos: antígeno parcial de C. cellulosae, antígeno total de C. bovis e antígeno total de C. longicollis. Na padronização do ELISA foram analisadas as seguintes combinações: antígeno 250 e 500ng de proteína/cavidade, diluição dos soros 50, 100, 200 e 400 vezes, diluição do conjugado (IgG de cabra anti-IgG bovina conjugada com peroxidase) 400 e 800 vezes. Do cruzamento das condições acima resultou a seguinte padronização: antígeno 250ng/cavidade, soro e conjugado diluídos 100 e 400 vezes, respectivamente. O nível de corte (cut-off) da reação entre animais reagentes e não reagentes foi determinado pela média das densidades óticas de 54 soros negativos acrescidas de três desvio-padrão, resultando no valor de 0,303. Através da prova ELISA foram comparadas as reatividades dos antígenos parcial de C. cellulosae, total de C. bovis e total de C. longicollis com soros de bovinos portadores de cisticercose, empregando as diluições de soros e de conjugados padronizados anteriormente. O antígeno de C. bovis mostrou alta correlação com o teste padronizado com C. cellulosae. Entretanto, os valores de absorbância foram sensivelmente menores. Com C. longicollis observou-se reatividade bastante baixa, porém aumentando-se a quantidade de antígeno, até 3000ng/cavidade, houve um aumento proporcional da resposta. Após a padronização do teste foi analisado o comportamento imunológico de bezerros infectados experimentalmente com ovos de Taenia saginata. Dez bezerros foram infetados oralmente com 2 x 104 ovos de T. saginata. Seis bezerros não infetados foram usados como controle. Treze amostras de soro de cada animal foram analisadas. A primeira foi colhida no dia da infecção e o restante, quinzenalmente até o abate. A produção máxima de anticorpos foi observada entre 30 e 60 dias pós-infecção. Depois de 90 dias da infecção os animais foram sacrificados e o número de cistos contados e comparados com a resposta imunológica dos animais. Com o teste padronizado pesquisou-se anticorpos contra-C. bovis, em soros de bovinos considerados não portadores de cisticercos pelo serviço de inspeção e, de 20 amostras de soros analisadas, duas apresentaram valores de absorbância acima do "cut-off" indicando serem portadores de cisticercos .
Biblioteca responsável: BR68.1