Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Canine lacrimal and third eyelid superficial glands macroscopic and morphometric characteristics

Pais Cabral, Vânia; Luiz Laus, José; Lúcia Zaidan Dagli, Maria; Tadeu Pereira, Gener; Carmem Talieri, Ivia; Raposo Monteiro, Eduardo; Villela Mamede, Fabrício.
Ci. Rural; 35(2)2005.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-704671

Resumo

The lacrimal and third eyelid superficial glands produce the aqueous component of the preocular tear film. In this research, morphologic and morphometric assessments of the parenchyma and stroma of both lacrimal glands of healthy adult mongrel dogs were performed. Both lacrimal and third eyelid glands of fourteen dogs were collected, summing fifty-six samples. The macroscopic and morphometric data were statistically analyzed, according to the glandular type (lacrimal and third eyelid superficial glands) and sexual dimorphism (male or female). The lacrimal glands were significantly larger and longer than the superficial glands of the third eyelid. Expressive morphometric differences of interlobular duct, lymphocytic infiltration, interlobular vessels and secretory parenchyma between the two glandular types were encountered. The lacrimal glands from the male subjects were significantly larger than those from female ones, as well as the superficial glands of the third eyelid were thicker. The higher lymphocyte infiltration and poorer secretor parenchyma in female dogs may be one of the reasons for the higher incidence of keratoconjunctiviti sicca (KCS) in such canine population.
As glândulas lacrimal e superficial da terceira pálpebra atuam produzindo o componente aquoso do filme lacrimal. Nesta pesquisa, estudaram-se aspectos morfológicos e morfométricos do parênquima e do estroma de ambas as glândulas em cães mestiços, hígidos, adultos (machos ou fêmeas). As glândulas lacrimal e superficial da terceira pálpebra de 14 cães foram colhidas, totalizando 56 amostras. Foram estudadas, à estatística, as variáveis macroscópicas e morfométricas, comparando-as quanto ao tipo glandular (lacrimal e superficial da terceira pálpebra) e quanto ao dimorfismo sexual (macho e fêmea). Às glândulas lacrimais foram significativamente maiores comparativamente as superficiais da terceira pálpebra. Foram evidenciados diferenças morfométricas expressivas quanto aos vasos e ductos interlobulares, ducto interlobular, infiltração linfocitária e parênquima secretório entre os dois tipos glandulares. As glândulas lacrimais dos machos foram significativamente maiores comparativamente às fêmeas, assim como as glândulas superficiais da terceira pálpebra apresentaram-se mais espessas. A maior infiltração linfocitária e a menor proporção de parênquima secretor nas fêmeas poderá ser uma das razões para uma maior incidência de ceratoconjuntivite seca (CCS) em fêmeas na população canina.
Biblioteca responsável: BR68.1