Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Utilização da levedura desidratada (Saccharomyces cerevisiae) para leitões na fase inicial

Francelino Araújo, Lúcio; Mack Junqueira, Otto; Laurindo Lopes, Eurípedes; Soares da Silva Araújo, Cristiane; Hernandes Ortolan, Josiane; Carlos de Laurentiz, Antônio.
Ci. Rural; 36(5)2006.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-705113

Resumo

An experiment was conducted to evaluate the effect of different levels of dried yeast (Saccharomyces cerevisiae) in diets about performance and intestinal morphology of piglets at initial phase. They used 280 piglets (females and castrated males) from genetic lines, weaned with 21 days of age, allocated in 20 pens in randomized design blocks, with 5 replications and 4 treatments (0, 5, 10 and 15% dried yeast addition). Samples of duodenum and jejunum of 3 piglets slaughtered at 45 days of age were collected from each treatment to study intestinal morphology. The increasing levels of dried yeast in rations did not affect significantly the weight gain, feed intake and feed conversion. In relation of duodenum and jejunum there was no significative effect (P>0.05) of dried yeast increased levels on villous height, crypt depth and villous crypt ratio. The results allowed to conclude that dried yeast can be added up to 15% in initial phase piglets diets.
Foi conduzido um experimento com o objetivo de avaliar o efeito da adição de diferentes níveis de levedura (Saccharomyces cerevisiae) desidratada na ração sobre o desempenho e a morfologia intestinal de leitões na fase inicial. Foram utilizados 280 leitões (fêmeas e machos castrados) de uma linha genética comercial de suínos, desmamados com 21 dias de idade e distribuídos em 20 baias, de acordo com o delineamento em blocos ao acaso, com 5 repetições e 4 tratamentos experimentais (0, 5, 10 e 15% de adição de levedura). Aos 45 dias de idade, três leitões de cada tratamento foram abatidos e colhidas amostras do duodeno e do jejuno para estudo da morfologia intestinal. Os níveis crescentes de levedura desidratada nas rações não afetaram (P>0,05) o ganho de peso, o consumo de ração e a conversão alimentar dos leitões. Com relação à morfologia do duodeno e do jejuno, também não houve efeito (P>0,05) dos níveis de levedura estudados sobre a altura das vilosidades, das profundidades das criptas e da relação vilosidade/cripta. Os resultados permitiram concluir que a levedura desidratada pode ser adicionada em até 15% nas rações de suínos na fase inicial.
Biblioteca responsável: BR68.1