Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ropivacaína isolada e associada ao fentanil ou ao tramadol administrados pela via peridural em cães

Monteiro da Silva, Bruno; Mitsuko Matsubara, Lídia; Batista Albuquerque, Verônica; Aparecida de Almeida Maia, Camila; Nobre Leal de Souza Oliva, Valéria.
Ci. Rural; 38(8)2008.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-705615

Resumo

Peridural anesthesia is broadly applied in the Veterinary field, using the isolated local anesthetic or in combination with opiates capable to increase the analgesic effect. This research compared analgesia and cardiorespiratory effects of epidural anaesthesia produced by ropivacaine alone or combined with fentanyl or tramadol in eight mixed breed adult dogs after sedation with acepromazina. Drugs were administered on the following protocols: GR (ropivacaine), GRF (ropivacaine + fentanyl), GRT (ropivacaine + tramadol), in 0.25ml kg-1 of total volume. Heart and respiratory rate, rectal temperature, blood pressure and, gasometry of atrial blood were mensured, as well the sensory and motor blockade (latency and period of action), degree of sedation and side effects. The most important decrease of the heart rate occurred in GRF and GRT. Also significant hypothermia in GRF. Intense degree of sedation was observed in GRF and GRT. The period of recovery was shorter in GRT. The most cranial region of blockade occurred in GRT. Bradicardia, hypothermia and Shiff-Sherrington syndrom were observed in the transanesthetic period in animal from all of the groups. During 24 hours after the anaesthesia no side effects were observed. The GRF had the longer period of anesthesia and analgesia, GRT presented the shorter period of anesthesia with intermediate analgesia and, GR presented intermediate period of anesthesia with lower degree of analgesia. Respiratory and hemogasometrics change were not found, but hipotermy, bradicardy and Schiff-Sherrington syndrome, side effects usually seen in peridural anesthesia, were observed in this study.
A anestesia peridural é amplamente difundida no meio veterinário, utilizando-se o anestésico local isolado ou associado aos opióides, capazes de promover aumento do efeito analgésico. O objetivo deste estudo foi avaliar a função cardiorrespiratória e analgésica da ropivacaína isolada ou associada ao fentanil ou tramadol. Para tanto, oito cães foram tranqüilizados com acepromazina, submetidos à anestesia peridural com um dos seguintes protocolos: GR (ropivacaína), GRF (ropivacaína + fentanil), GRT (ropivacaína + tramadol), em volume total de 0,25ml kg-1, e foram avaliados os parâmetros: freqüência cardíaca e respiratória, temperatura retal, pressão arterial sistólica, e gasometria do sangue arterial, os bloqueios sensitivo e motor, o grau de sedação e a ocorrência de possíveis efeitos indesejáveis. A diminuição da freqüência cardíaca nos grupos GRF e GRT foi mais intensa e ocorreu hipotermia significativa no GRF. Foi evidenciada sedação severa em GRF e GRT. O período de recuperação foi mais curto nos animais de GRT. O GRT foi o grupo que apresentou bloqueio mais cranial. Foram observadas bradicardia, hipotermia e síndrome de Shiff-Sherrington no período trans-anestésico em animais de todos os grupos. Nas 24 horas de período pós-anestésico, não foram evidenciados efeitos indesejáveis nos grupos. O GRF apresentou maior duração de anestesia e analgesia, enquanto que o GRT apresentou a menor duração de anestesia com analgesia intermediária e o GR apresentou duração intermediária, com menor analgesia. Não foram encontradas alterações respiratórias e hemogasométricas, porém, bradicardia, hipotermia e síndrome de Schiff-Sherrington, alterações trans-anestésicas comuns na anestesia peridural foram encontradas.
Biblioteca responsável: BR68.1