Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comparison of salivary cortisol concentrations in Jaguars kept in captivity with differences in exposure to the public

César Montanha, Julio; Leme Silva, Sérgio; Boere, Vanner.
Ci. Rural; 39(6)2009.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-706010

Resumo

For the most part, jaguars kept in captivity are used for educational and recreational purposes and it hasn't been determined the different impacts that public exposure would have on these animals. In this study, we compared the salivary cortisol, one of the stress indicator hormones, in seven captive jaguars exposed to the high and low public visitation. Saliva was collected using an absorbent material that was chewed by the animals and subsequently analyzed through an immunoenzymatic assay. Salivary cortisol concentrations were significantly higher in the jaguars with higher public exposure, which suggest a more hormonal stress response. These results indicated that jaguars, animals usually of solitary and secretive behavior, may have their welfare considerably diminished by increased public exposure. Additionally, design of the enclosures, without refuges and proximity of people, could predispose jaguars to psychological stress.
Em geral, onças-pintadas criadas em cativeiro são usadas para fins educacionais e de recreação. No entanto, o impacto da exposição ao público sobre esses animais não tem sido avaliado. Neste estudo, foi comparado o impacto de dois diferentes níveis de exposição ao público em sete onças-pintadas, alojadas em dois criadouros, por meio da avaliação de um dos hormônios indicadores de estresse, o cortisol salivar. A saliva foi coletada usando um material absorvente que foi mastigado pelos animais e subsequentemente analisado por imunoenzimoensaio. As concentrações de cortisol salivar foram significativamente maiores em onças-pintadas com maior exposição ao público. Esses resultados sugerem que onças-pintadas, normalmente solitárias e esquivas na natureza, podem ter seu bem-estar consideravelmente diminuído pelo aumento de exposição ao público. Este estudo é o primeiro relato de mensuração de cortisol salivar em onças-pintadas.
Biblioteca responsável: BR68.1