Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Parasitismo por Calodium hepaticum em dois cães

Einloft Palma, Heloísa; Cristina Basso, Paula; Santos do Amaral, Anne; Paula Silva, Ana; Fontoura Silva, Cândido.
Ci. Rural; 39(9)2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-706185

Resumo

Calodium hepaticum has been reported as a parasite of the hepatic parenchyma of many mammal species, but it is not frequent in dogs. The present article aimed to describe two cases of hepatic capillariasis in dogs, diagnosed in a period of one month, in e Santa Maria city, Rio Grande do Sul state, Brazil . The first dog presented clinical sintomathology of cardiac insufficiency and Calodium hepaticum eggs were occasionally found by histopathological examination of the liver. The second animal presented icteric mucous membranes and ascites. The hemogram revealed non-regenerative anaemia and in the biochemistry serum were observed elevation of alkaline phosphatase, alanina aminotransferase and hypoalbuminemia. The cavitary liquid analysis was compatible with modified transudate. In the histopathological examination, numerous bioperculated eggs of Calodium hepaticum were observed aleatorily distributed in the hepatic parenchyma, with granulomatous and fibrous reaction adjacent to the eggs. The occurrence of two cases in a short period of time suggests that other dogs may be infected and requires a rodent population control.
Calodium hepaticum já foi relatado parasitando o parênquima hepático de diversas espécies de mamíferos, porém é infrequente em cães. O presente artigo tem o objetivo de descrever dois casos de capilariose hepática em cães, diagnosticados em um período de um mês na região de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. O primeiro cão apresentava sintomatologia clínica de insuficiência cardíaca, e ovos de Calodium hepaticum foram encontrados ocasionalmente no exame histopatológico do fígado. O segundo animal apresentava mucosas ictéricas e ascite. No hemograma, ficou evidente a presença de anemia arregenerativa e, na avaliação de bioquímica sérica, percebeu-se aumento de fosfatase alcalina, alanina aminotransferase e hipoalbuminemia. A análise do liquido cavitário foi compatível com transudato modificado. No exame histopatológico, foram observados numerosos ovos bioperculados de Calodium hepaticum, dispostos aleatoriamente pelo parênquima hepático, com reação granulomatosa e fibrosa adjacente aos ovos. A existência de maior número de cães infectados demonstra a necessidade de controle da população de roedores.
Biblioteca responsável: BR68.1