Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Temperatura, umidade relativa e atraso na instalação da atmosfera controlada no armazenamento de maçã 'Fuji'

Brackmann, Auri; de Oliveira Anese, Rogério; Alfredo Vilela Pinto, Josuel; André Steffens, Cristiano; José Wietzke Guarienti, Affonso.
Ci. Rural; 39(8)2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-706368

Resumo

The aim of this research was to evaluate the delay in installation of a controlled atmosphere, exposure to highe temperature (3°C) at the beginning of the storage period and use of low humidity also at the beginning of storage on the quality of apple 'Fuji'. The experimental design was a completely randomized with ten treatments and four replicates. The treatments evaluated were combinations of delay in installation of the CA, through RH, high temperature (3°C) usage and low humidity (85%) for a period of one month and later storage with AC 1.0kPa of O2 + 0.5kPa of CO2 in temperature of -0.5°C (RH 96%), use of AC in two temperatures (0.5 and -0.5°C), and also by exposure to high CO2 in the initial period of storage. The results showed that the use of low humidity associated or not to the temperature of 3°C in the first month of storage reduced the incidence of breakdown, decay and maintained the firmness of flesh. The temperature of -0.5°C is effective in reducing the incidence of breakdown, decay and maintenance of firmness when compared to the temperature of 0.5°C. The delay of the controlled installation atmosphere combined with a temperature of 3°C in the initial period of storage is not recommended because it causes high incidence of decay and low pulp firmness. The high partial pressure of CO2 or low O2 partial pressure of relevant causes incidence of breakdown.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o atraso na instalação da atmosfera controlada, da exposição à temperatura mais elevada (3°C) e do uso de baixa umidade relativa no início do armazenamento sobre a qualidade da maçã da cultivar 'Fuji'. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com 10 tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos avaliados consistiram de combinações de retardo na instalação da AC, por meio do AR, uso da alta temperatura (3°C) e baixa umidade relativa (85%), por um período de um mês e posterior armazenamento em AC, com 1,0kPa de O2 + 0,5kPa de CO2, na temperatura de -0,5°C (UR 96%), do uso da AC em duas temperaturas (0,5°C e -0,5°C) e também pela exposição ao alto CO2 no período inicial de armazenamento. Pelos resultados, o uso da baixa umidade associada ou não à temperatura de 3°C no primeiro mês de armazenamento reduziu a incidência de degenerescência e podridão e manteve a firmeza da polpa. A temperatura de -0,5°C foi eficiente na redução da incidência de degenerescência, podridões e manutenção da firmeza, quando comparada à temperatura de 0,5°C. O atraso da instalação da atmosfera controlada combinado com a temperatura de 3°C no período inicial de armazenamento não é recomendado, pois causa elevada incidência de podridões e baixa firmeza da polpa. A alta pressão parcial de CO2 ou a baixa pressão parcial de O2 causa maior incidência de degenerescência da polpa.
Biblioteca responsável: BR68.1