Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Colopexia videoassistida com dois portais para o tratamento de prolapso retal recidivante

Luizari Guedes, Rogério; Teixeira Linhares, Marcella; Ferro de Castro Junior, Ialo; Posser Simeoni, Caroline; de Oliveira Cunha, Thiago; Gomes, Cristiano; Veloso Brun, Maurício; Luis Pippi, Ney.
Ci. Rural; 42(1)2012.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-707671

Resumo

This report describes a two portals video-assisted colopexy technique in a case of dog with recurrent rectal prolapse. After laparoscopic approach, the descending colon was pulled in a caudocranial direction to promote the prolapse reduction. The prepubic laparoscopic access was enlarged for the exteriorization of colon's antimesenteric border, which was incised in its seromuscular layer with a similar size of the muscular wall incision, creating a 2,5cm wound. The colopexy on the internal muscular sheath was performed using a simple continuous pattern with 2-0 polyglycolic acid. There were no transoperative complications, as well as evidence of recurrence or episodes of tenesmus and dyschezia for at least six months after surgery. The video-assisted colopexy described is an alternative to the conventional technique of recurrent rectal prolapse treatment in dogs.
O presente relato descreve a utilização da colopexia videoassistida por meio de dois portais de acesso em um caso de cão com prolapso retal recidivante. Após abordagem laparoscópica, o cólon descendente foi tracionado em sentido caudocranial, promovendo-se a redução do prolapso. O acesso pré-púbico foi ampliado, exteriorizando-se o bordo antimesentérico do cólon, no qual se realizou incisão seromuscular de tamanho correspondente à realizada na parede muscular, criando uma ferida de aproximadamente 2,5cm de extensão. A fixação à bainha muscular interna se deu através de sutura contínua simples empregando fio de ácido poliglicólico n° 2-0. Não houve complicações no trans-operatório, bem como indícios de recidiva ou episódios de tenesmo e disquesia após seis meses da intervenção cirúrgica. A colopexia videoassistida descrita é uma alternativa à técnica convencional na correção de prolapso retal recidivante em cães.
Biblioteca responsável: BR68.1