Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Produtividade e valor nutritivo de pastos consorciados com diferentes espécies de leguminosas

Jorge Departamento de Zootecnia) Olivo, Clair; Laerte Nörnberg, José; Roberto Meinerz, Gilmar; Alberto Agnolin, Carlos; Roberto Machado, Paulo; Ritter Marx, Fábio; Schalemberg Diehl, Michelle; Foletto, Vinícius; Flôres Aguirre, Priscila; Luis da Ros Araújo, Tiago; Marques de Bem, Cláudia; Costa dos Santos, Juliano.
Ci. Rural; 42(11)2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-708114

Resumo

The objective of this research was to evaluate the productivity and nutritive value of two pasture-based systems (PS) with elephant grass (EG) + ryegrass (RG) + white clover (WC) + spontaneous growing species (SGS), for PS1; and EG + RG + forage peanut (FP) + SGS, for PS2. EG was established in rows spaced by four meters. Ryegrass was seeding in the space between rows during cool-season and development of SGS was permitted in the warm-season. Holstein cows under rotational grazing were used in the evaluation. The initial forage mass (IFM), the botanical composition and the structural components were evaluated. Samples from hand-plucking method were collected to analyze neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), crude protein (CP), in vitro dry matter digestibility (IVDMD) and in vitro organic matter digestibility (IVOMD). The experimental design used was completely randomized with two treatments, two repetitions in complete split-plot time. The mean values of initial forage mass and stocking rate were similar among PS. Superior results were found for mean of CP in PS2. The use of ryegrass, legumes and spontaneous growing species mixed to EG allow the forage mass to be uniform during the grazing pastures.
O objetivo desta pesquisa foi avaliar a produtividade e o valor nutritivo de dois sistemas forrageiros (SF) constituídos por capim elefante (CE), azevém (AZ), trevo branco (TB) e espécies de crescimento espontâneo (ECE), como SF1; e CE + AZ + amendoim forrageiro (AF) + ECE, como SF2. O CE foi estabelecido em linhas espaçadas a cada quatro metros. Entre elas, foi estabelecido azevém, durante o período hibernal, permitindo-se o desenvolvimento de ECE no período estival. Para avaliação, foram utilizadas vacas da raça Holandesa e o método de pastejo foi o rotacionado. Avaliaram-se a massa de forragem inicial (MFI) e a composição botânica e estrutural dos pastos. Para as estimativas de valor nutritivo, foram feitas amostragens simulando o pastejo e analisados a fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), proteína bruta (PB), digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) e digestibilidade in vitro da matéria orgânica (DIVMO). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com dois tratamentos e duas repetições, em parcelas subdivididas no tempo. Os valores médios de massa de forragem inicial e da carga animal foram similares entre os SF. Observou-se resultado superior para o teor médio de PB da forragem do SF2. O uso do azevém, das leguminosas e das espécies de crescimento espontâneo em consórcio com o CE permite manter massa de forragem uniforme no decorrer dos pastejos.
Biblioteca responsável: BR68.1