Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Variações metodológicas na contagem de células somáticas do leite de ovelhas da raça Santa Inês

Garcia Departamento de Clínica Médica) Blagitz, Maiara; Roberti Benites, Nilson; Freitas Departamento de Clínica Médica) Batista, Camila; Nogueira Departamento de Medicina Veterinária Preventiva) Souza, Fernando; Augusto Dias, Ricardo; Departamento de Clínica Médica) Gomes, Viviani; Maria Melville Paiva Della Departamento de Clínica Médica) Libera, Alice.
Ci. Rural; 43(4)2013.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-708294

Resumo

The present study was designed to assess the correlation among the automatic somatic cell count and the microscopic somatic cell count using the Broadhurst-Paley (BP), Hematoxilin-eosin (HE) and Rosenfeld dyes. The milk smears were stained with BP, HE and Rosenfeld and the automatic cell count was performed by flow cytometry. The mean logarithmic microscopic SCC by BP and Rosenfeld was higher than the values from automatic SCC and microscopic SCC by HE (P 0.0001). Indeed, the mean values from microscopic SCC using the HE was lower than the automatic cell count (P 0.0001). The correlation among the automatic cell count and the microscopic SCC using the HE, BP and Rosenfeld dyes were 0.774, 0.803 e 0.859 (P 0.0001), respectively. The automatic SCC values and the estimated automatic SCC applying the quadratic equation using the results of the microscopic SCC using the HE (P=0.90), BP (P=0.09) and Rosenfeld (P=0.23) dyes were not different. Thus, it can be concluded that the SCC was influenced by the methodology applied, and nonspecific stains used for microscopic SCC can be used to assess udder health in ewes if an equation is applied to estimate automatic SCC.
O presente estudo objetivou avaliar a correlação entre a contagem de células somáticas (CCS) automática e a CCS microscópica direta por diferentes colorações no leite de ovelhas da raça Santa Inês. Avaliou-se a CCS automática por citometria de fluxo, e a CCS microscópica foi realizada por esfregaços lácteos corados com as colorações de Broadhurst-Paley (BP), Hematoxilina-eosina (HE) e Rosenfeld. Os valores logarítmicos da CCS microscópica pela coloração de BP e Rosenfeld foram superiores aos valores logarítmicos da CCS automática e a CCS microscópica pela coloração de HE (P 0,0001), e os valores logarítmicos da CCS pela coloração de HE foram inferiores aos valores logarítmicos da CCS automática (P 0,0001). As correlações entre os valores logarítmicos da CCS automática e os valores logarítmicos das CCS microscópica pelas colorações de HE, BP e Rosenfeld foram de 0,774, 0,803 e 0,859 (P 0,0001), respectivamente. Os valores logarítmicos reais da CCS microscópica e aqueles estimados pela CCS automática, considerando as equações das curvas por regressão quadrática, não foram estatisticamente diferentes pelas colorações de HE (P=0,90), BP (P=0,09) e Rosenfeld (P=0,23). Conclui-se que a metodologia influencia a CCS no leite de ovinos e propõe-se a utilização da equação da curva para estimação da CCS automática a partir dos valores da CCS microscópica, quando colorações não específicas para o ácido desoxirribonucleico são aplicadas para avaliação da celularidade do leite no diagnóstico da mastite em ovinos.
Biblioteca responsável: BR68.1