Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Performance of Nellore steers grazing on Panicum maximum Jacq cv. Mombaça receiving chopped sugar cane tops and protein supplementation / Desempenho de novilhos Nelore em pastagem de Panicum maximum Jacq. cv. Mombaça recebendo cana-de-açúcar picada e suplementação proteica

Branco, Antonio Ferriani; Moreli, Geraldo; Jobim, Clóves Cabreira; Cecato, Ulysses; Guimarães, Kátia Cylene; Teixeira, Silvana.
Acta Sci. Anim. Sci.; 32(4): 455-460, Oct.-Dec. 2010. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-7083

Resumo

The aim of this study was to evaluate protein supplementation on the performance of steers grazing on Mombaça grass and receiving chopped sugar cane tops at a level of 0.80% of live weight (dry matter (DM) basis), during the dry season. Forage availability and quality of the experimental pasture were also evaluated. Thirty-two Nellore steers, weighing 300 kg (+/- 25.80) of initial live weight, eight per treatment, were used. The statistical design was completely randomized and each steer group was allocated to one of four paddocks (1.125 ha paddock-1). All steers received a protein supplement at 0.40% of live weight (DM basis) and the four treatments consisted of the following four crude protein (CP) concentrations in supplements: 12.5, 25.0, 37.5 and 50.0% CP (DM basis). Average forage mass availability and green leaf blades availability were 10,069 and 2,195 kg of DM ha-1, respectively. Average CP, neutral fiber detergent (NDF) and in vitro dry matter digestibility (IVDMD) in forage mass were 6.87, 62.63 and 49.80%, respectively. Average daily gain was 0.61 kg steer-1 day-1 and these results show that the strategy of feeding steers in pasture, with chopped sugar cane tops (0.80% LW) and protein supplement with 12.50% CP (0.40% LW), during the dry season, allows high gain per area (363 kg live weight ha-1).(AU)
No experimento foi avaliado o efeito da suplementação proteica sobre o desempenho de novilhos que pastejam capim Mombaça e recebem cana-de-açúcar picada, em nível de 0,80% do peso vivo (PV) (base matéria seca, MS). Também foram avaliadas a disponibilidade e a qualidade da forragem da área experimental. Foram usados 32 novilhos da raça Nelore, com peso inicial de 300 kg (± 25,80). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado e cada grupo de novilhos foi alocado para cada um dos quatro piquetes (1,125 ha piquete-1). Os animais receberam suplemento proteico em nível de 0,40% do PV (base MS) e os quatro tratamentos consistiam de suplementos com diferentes percentuais de proteína bruta: 12,5; 25,0; 37,5 e 50,0% (base MS). A disponibilidade média de massa de forragem e de lâminas foliares foi 10.069 e 2.195 kg de MS ha-1, respectivamente. A proteína bruta, a fibra em detergente neutro e a digestibilidade in vitro da matéria seca na massa de forragem foram 6,87; 62,63 e 49,8%, respectivamente. O ganho médio diário foi de 0,61 kg novilho-1 dia-1, e estes resultados mostram que a estratégia de suplementação de novilhos, com cana-de-açúcar picada (0,80% do PV) mais suplemento proteico com 12,5% de PB (0,40% do PV), durante a estação seca, permite alto ganho por área (363 kg de PV ha-1).(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1