Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Environmental risk factors related to the development of canine non-Hodgkin's lymphoma

Almeida Zanini, Danielle; Cristina Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) Departamento da Patologia) Kimura, Katia; Tomoko Nishiya, Adriana; Ubukata, Rodrigo; Magdanelo Faculdade de Medicina Veterinária) Leandro, Rafael; Prado de Faculdade de Medicina Veterinária) Brito, Claudia; Trombetti, Márcia; Carolina Lagoa, Ana; Rodrigues Macedo, Thais; Campos de Sá Rodrigues, Lucas; Aparecida da Silva Rosendo, Janaína; Lyrio Arndt, Helen; Augusto Dias, Ricardo; Lúcia Zaidan Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) Departamento da Patologia) Dagli, Maria.
Ci. Rural; 43(7)2013.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-708641

Resumo

This research aimed to investigate the possible risk factors associated with the development of canine non-Hodgkin's lymphoma. Owners of 83 dogs with non-Hodgkin's lymphoma and of 84 healthy dogs answered an epidemiological questionnaire. Dogs who lived outside of the house and within 100 meters of busy streets or avenues (defined as more than 50 vehicles per minute) had a higher risk for developing the disease (OR: 3.1, 95% CI: 1.4-6.9, P=0.005). These results suggest that air pollution derived from vehicle traffic may be associated with the development of canine non-Hodgkin's lymphoma.
Este trabalho teve como objetivo investigar os possíveis fatores de risco ambientais, associados com o desenvolvimento de linfoma não-Hodgkin nos cães. Um questionário epidemiológico foi aplicado aos proprietários de 83 cães com linfoma não-Hodgkin e 84 proprietários de cães saudáveis. Os cães que viviam permanentemente no lado de fora da casa e em torno de 100 metros de ruas movimentadas ou avenidas (mais de 50 veículos por minuto) tiveram um maior risco de desenvolvimento da doença (OR: 3,1, IC 95%: 1,4-6,9, P=0,005). Esses resultados sugerem que a poluição do ar oriunda do tráfego veicular pode estar associada com o desenvolvimento de linfomas não-Hodgkin canino.
Biblioteca responsável: BR68.1