Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of extraction methods for progesterone determination in rabbit (Oryctolagus cuniculus) feces by radioimmunoassay / Métodos de extração para determinação de progesterona em fezes de coelho (Oryctolagus cuniculus) através de radioimunoensaio

Maria Korndörfer, Clotilde; Ferreira Meirelles, Cyro; Cláudio da Silva Bueno, Ives; Luiz Abdalla, Adibe.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 35(3): 115-119, 1998.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-710281

Resumo

The purpose of this study was to find a practical procedure for the extraction of progesterone (P4) from feces and to determine if the P4 plasma profiles during pregnancy were reflected in the total fecal P4 of pregnant rabbits. The rabbit was used as model for the techniques. Plasma and feces were collected from 11 rabbits during a period of 42 days. Three different methods of P4 extraction were used. The total P4 was measured by solid-phase radioimmunoassay (RIA) with 125I-P4 as the tracer. Results suggested that it was possible to extract total P4 from rabbit feces with methanol and petroleum ether. Plasma and fecal P4 profiles were compared for both pregnant and ovariectomized rabbits. It was possible to differentiate total P4 extracted from day two through 28 after breeding (P 0.01).
O propósito deste estudo foi determinar uma metodologia mais prática para a extração de progesterona (P4) das fezes e observar se os perfis plasmáticos de progesterona (P4) durante a gestação de coelhas era refletida na concentração total de P4 nas fezes. Esta espécie animal foi utilizada como modelo para as diferentes metodologias. O plasma e as fezes foram coletadas de 11 coelhas, durante período de 42 dias. Três métodos diferentes de extração de P4 foram testados. A P4 total foi medida com auxílio de radioimunoensaio de fase sólida (RIE) utilizando 125I-P4 como traçador. Os resultados sugerem que foi possível extrair P4 total das fezes de coelhas com metanol e éter de petróleo. Os teores de P4 plasmática e fecal foram comparados entre animais gestantes e ovariectomizados. Foi possível a diferenciação (p 0,01) dos teores totais de P4 excretados nas fezes entre a 2º até 28º dia após cobertura.
Biblioteca responsável: BR68.1