Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of oocyte maturation conditions and bull effect on the in vitro bovine embryo production / Avaliação das condições de maturação oocitária e do efeito do reprodutor na produção in vitro de embriões bovinos

de Alencar Coelho, Lia; Roberto Esper, Cesar; Mansano Garcia, Joaquim; Vantini, Roberta; Rocha Silva Filho, Izaltino; Luis Almeida Jr., Ivo.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 35(3): 120-122, 1998.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-710282

Resumo

The conditions of in vitro maturation of bovine oocytes (Exp. I) and bull effect (Exp. II) on cleavage (CR) and the in vitro morulae and blastocysts (MO/BL) rates were evaluated. Imatured oocytes were matured in vitro under different conditions: B-199 medium with 5% estrous cow serum (ECS), 5% fetal calf serum (FCS) and granulosa cells (T1/Exp. I) or B-199 medium with 10% FCS, 14 IU/ml PMSG and 7 IU/ml hCG (T2/Exp I). After 24 h culture, the mature oocytes were inseminated with frozen-thawed semen from two bulls (R1 and R2/Exp. II). In the Exp. I, the T1 and T2 oocytes were inseminated with semen from R1/Exp. II and in the exp. II the semen from both bulls inseminated T1/Exp. I oocytes. After 48 h, the 2-4 cells embryos were transferred into embryo culture droplets and were further cultured for 9 days. The CR of T2/Exp I was higher (p 0.01) than T1/Exp. I. There was a significant difference (p 0.05) between bulls on CR and Mo/Bl production. The use of hormones in a maturation medium has no effect on embryo production, however the procedure seems to be simpler than with granulosa cells. The use of semen from different bulls for in vitro fertilization has affected the subsequent in vitro production of embryos.
Avaliaram-se as condições de cultura para maturação dos oócitos (Exp. I) e o efeito do reprodutor (Exp. II) sobre as taxas de clivagem (TC) e de mórulas e blastocistos (MO/BL) produzidos in vitro. Oócitos imaturos foram submetidos a maturação in vitro sob diferentes condições: meio B-199, acrescido de 5% de soro de vaca em estro (SVE), 5% de soro fetal bovino (SFB) e células da granulosa (T1/Exp. I) ou meio B-199, acrescido de 10% de SFB, 14 UI/ml de PMSG e 7 UI/ml de hCG (T2/Exp I). Após 24 h de cultura, os oócitos maturos foram inseminados com sêmen descongelado de dois reprodutores (R1 e R2 /Exp. II) e, após 48 h de incubação, os embriões de 2 e 4 células foram transferidos para placas de cultivo in vitro, onde permaneceram em cultura por mais 9 dias. No Exp. I, os oócitos de T1 e T2 foram inseminados com sêmen do R1/Exp. II. No Exp. II, os oócitos do T1/Exp. I foram inseminados com sêmen de R1 e R2/Exp. II. No Exp. I, a TC foi superior (p 0,01) para T2, quando comparado com T1. A produção de MO/BL não foi diferente (p>;0,05) entre tratamentos. No Exp. II, a TC e a taxa de MO/BL diferiram (p 0,05) para cada reprodutor. A adição de hormônios no meio de maturação, embora não tenha interferido na produção de embriões, parece ser um procedimento mais prático que o uso de células da granulosa. A utilização de sêmen de diferentes reprodutores afetou o subseqüente desenvol
Biblioteca responsável: BR68.1