Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Use of probiotic with Lactobacillus acidophilus, Streptococcus faecium and Sacharomyces cerevisae in veal calves diet: effects on performance and meat quality / Uso de probiótico composto por Lactobacillus acidophilus, Streptococcus faecium e Sacharomyces cerevisae na dieta de vitelos bovinos: efeitos sobre o desempenho e a qualidade da carne

Afonso de Preaulx Moreira Alves, Pedro; Fajardo Campos, Oriel; Izabel Vieira de Almeida, Maria; Scatamburlo Lizieire, Rosane; Célia Della Modesta, Regina; Queiroz de Almeida, Fernando; Gabriel Herrera Nascimento, Celso.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 37(5): 416-422, 2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-710330

Resumo

Fourteen Holstein-Zebu calves were used to evaluate the effects of probiotic with Lactobacillus acidophilus, Streptococcus faecium and Sacharomyces cerevisae in diet on performance and meat quality of veal calves. Calves were randomly assigned in two treatments: whole milk and whole milk with probiotic. Calves were weight at birth and every fifteen days until slaughter, between 160 and 190 kg body weight. Body weight daily gain, dry matter intake, feed efficiency, dressing percentage of carcass, fecal score and sensorial analyses in Longissimus dorsi muscle were evaluated in a completely randomized block design. Data were interpreted by variance analysis and means compared by F test. Weekly fecal scores were interpreted by non-parametric variance analysis, by Wilcoxon test. Any differences were observed in sensorial analysis of meat samples, and data indicate a quite clear coloration, with compatible intensity of red color wanted by market. Average values of body weight daily gain, feed efficiency, weight and dressing percentage of carcass for both treatments were 892 and 945 g, 1.41 and 1.30, 90.9 and 98.8 kg, 57.1 and 58.3%, respectively, for calves fed whole milk and whole milk with probiotic (p >; 0.05).
Este trabalho objetivou avaliar o desempenho e a qualidade da carne de vitelos bovinos em função da adição na dieta de probiótico composto por Lactobacillus acidophilus, Streptococcus faecium e Sacharomyces cerevisae. Foram utilizados 14 bezerros mestiços Holandês-Zebu, distribuídos em blocos, de acordo com o peso ao nascer, nos tratamentos, leite integral e leite integral adicionado de probiótico. A alimentação foi constituída exclusivamente por leite integral. Os animais foram pesados quinzenalmente do nascimento ao abate, entre 160 e 190 kg de peso vivo. Avaliou-se o ganho de peso diário, consumo de matéria seca, conversão alimentar, rendimento da carcaça, escore fecal e análise sensorial da carne. Os resultados foram interpretados por análise de variância e as médias comparadas pelo teste de F e os valores médios semanais de escore fecal foram analisados por análise não-paramétrica utilizando o teste de Wilcoxon. Na análise sensorial não foram observadas diferenças entre tratamentos, e os resultados indicaram coloração clara, compatível com a cor vermelha desejada pelo mercado. Os resultados do ganho diário de peso vivo, conversão alimentar e peso e rendimento da carcaça dos animais para ambos os tratamentos foram de 892 e 945 g; 1,41 e 1,30; 90,9 e 98,8 kg; e 57,1 e 58,3%, respectivamente, para animais alimentados com leite integral e leite mais probiótico (p >; 0,05).
Biblioteca responsável: BR68.1