Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Amniotic cell culture during different ages of gestation for karyotype analysis in bovine / Cultivo de células amnióticas durante diferentes idades gestacionais para análise do cariótipo em bovinos

Ribeiro Seabra Eiras, Paola; Bosco Barreto Filho, João; Rolland Golgher, Romain; Regina Quintino dos Santos, Sandra.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 37(4): 291-295, 2000.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-710336

Resumo

Bovine karyotyping has become an important diagnostic tool in animal breeding. In the prenatal period it can diagnose several chromosomal abnormalities such as Robertsonian translocations, testicle feminization syndrome, gonadal dysgenesis and Klinefelters syndrome. An important cell source for karyotype analysis is the amniotic fluid. It has been extensively used in humans but in bovine, however, this is not the case despite its diagnostic value. Since a small percentage of cells is viable, cells and their growth conditions as well as the handling of the material should be optimal to insure a successful analysis. For this, we have compared the growth efficiency for bovine amniocytes in two media, employing cells from 10 to 14 weeks of gestation. Amniocytes were cultured in the Amniomax (Gibco-BRL/ Life Technologies, Rockville, MD USA) medium during eleven days and in the RPMI 1640 (Gibco-BRL) medium during sixteen days at 37ºC and 5% CO2, then fixed and GTG banded. All the cultures with RPMI showed a poor cell growth, regardless the gestational age. Out of the samples cultured in Amniomax one presented 100% of cellular confluence at day 11 (10 weeks of gestation) and the others resulted in an increased proliferation compared with those that were cultured in RPMI. To ensure a successful karyotyping, amniotic fluid from cows with gestational ages of 10-12 weeks should be used a
A cariotipagem em bovinos é uma importante ferramenta diagnóstica. Pode ser utilizada no período prenatal para diagnóstico de várias anormalidades cromossômicas, tais como translocações Robertsonianas, síndrome da feminilização testicular, disgenesia gonadal e síndrome de Klinefelter. O fluido amniótico é uma importante fonte de células para cariotipagem e tem sido extensivamente utilizado para humanos mas não para bovinos, apesar de seu valor diagnóstico. Uma vez que pequena porcentagem dessas células é viável, suas condições de crescimento, assim como o processamento do material, devem ser otimizadas para se assegurar uma análise bem sucedida. Para tanto, comparamos a eficiência de crescimento de amniócitos bovinos em dois meios de cultura, usando células de 10 a 14 semanas de gestação. Os amniócitos foram cultivados no meio Amniomax (Gibco-BRL/ Life Technologies, Rockville, MD USA) durante onze dias e no meio RPMI (Gibco-BRL) durante dezesseis dias a 37ºC e 5% CO2, fixados e corados de acordo com a técnica GTG de bandeamento. Todas as culturas no meio RPMI apresentaram baixo crescimento celular, independente da idade gestacional. Das amostras cultivadas em Amniomax, uma apresentou 100% de confluência celular no 11ºdia de cultivo (10 semanas de gestação) e as outras apresentaram proliferação maior em relação àquelas cultivadas em RPMI. O líquido amniótico proveniente de gesta
Biblioteca responsável: BR68.1