Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Some nutritional and metabolic aspects of calves maintained under two different dietary protein and experimentally infected with Haemonchus placei / Alguns aspectos nutricionais e metabólicos de bezerros mantidos com dois níveis diferentes de proteína na dieta e infectados experimentalmente com Haemonchus placei

Luiz Abdalla, Adibe; Maria Gennari, Solange; Mirian Silber Schmidt Vitti, Dorinha; Ferreira Meirelles, Cyro; TakahashI, Seiji.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 33: 295-301, 1996.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-710561

Resumo

The experiment was carried out to study the effects of the dietary protein and the infection with H. placei on nutritional parameters in six-months-old calves, based on their response to an infection of 100,000 infective larvae. Treatments consisted of two protein levels, 97.8 (G1) and 175.3 (G2) g of crude protein per kg of dry matter. After three monthsreceiving the diet, the animals were infected. Five days prior and 30 d after infection, animals were kept in metabolic cages to measure diet digestibility, water and N balance. Thirty-five days after infection, animals were slaughtered, abomasum removed and the worm burdens counted. There were no statistical differences in live weight changes, butanimals from G1 showed a tendency to decrease weight after infection. The protein level in diet showed an effect (p 0.01) on plasma, urea and protein. The infection affected (p 0.05) haematocrit, haemoglobin, albumin and total plasma protein. Crude protein digestibility was lower (p 0.05) in G1. Dry matter and crude protein digestibilities werenot affected by infection. Nitrogen balance was lower for G1 and urine nitrogen excretion was increased (p 0.01) by infection. There was no effect on water balance. It is suggested that some of the nutritive parameters studied were affected by protein level in diet, as well as by the infection with H. placei.
O presente experimento teve por objetivo o estudo dos parâmetros nutricionais em bezerros mantidos sob dietas com dois níveis protéicos e infectados com 100.000 larvas infectantes de H. placei. Os animais do grupo 1 (G1) receberam uma dieta com 97,8 g de proteína bruta (PB) por kg de matéria seca (MS) e os do grupo 2 (G2), 175,3 g PB kg 1 MS.A infecção foi realizada três meses após o início da dieta. Cinco dias antes e 30 dias após a infecção, os animais foram colocados em gaiolas metabólicas para estudos de digestibilidade e balanços hídrico e de nitrogênio. Trinta e cinco dias pós-infecção os bezerros foram abatidos e os vermes recuperados. A variação de peso nos dois grupos não foi estatisticamente diferente (p > 0,05) e houve uma tendência, nos animais do G1, a reduzir o ganho de peso após a infecção. O nível protéico da dieta teve efeito significativo (p 0,01) nos teores de uréia e proteína plasmática; por outro lado, a infecção afetou os teores de hematócrito, hemoglobina, albumina e proteína total (p 0,05). Adigestibilidade aparente da PB foi inferior (p 0,05) no G1 e a digestibilidade da MS e PB não foram afetadas pela infecção (p > 0,05). O balanço de nitrogênio foi inferior no G1 (p 0,01) e a infecção alterou a excreção de nitrogênio via urina (p 0,01). O balanço hídrico não mostrou significância (p > 0,05) para as fontes de variação
Biblioteca responsável: BR68.1