Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

The use of metaraminol bitartarate to blockade the hypotension produced by the levomepromazine HCL in dogs / Emprego do metaraminol no bloqueio da hipotensão produzida pelo uso da levomepromazina em cães

Nunes, Newton; Gonzaga Pompermayer, Luiz; Pirolo, Josmari; Canevese Rahal, Sheila.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 32(2): 120-124, 1995.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-710831

Resumo

The aim of this work was evaluate the possibility of the use of the metaraminol bitartarate to blockade the decrease of the blood pressure produced by levomepromazine HCL in dogs. To this 20 crossbreed adult dogs, males and females, with average weight from 8 to 12 kg, were separated in two groups with 10 dogs each (GI and G1I). To the GI was administered, intravenously, 2 mg/kg of levomepromazine. Fifteen minutes after was administered, by the same way, 0.5 ml of saline solution (0.9%). The systolic blood pressure (PA), heart rate (FC), respiratory frequency (FR), body temperature (T) and eletrocardiographic analysis (Dll) was evaluated before and after the administration of the levomepromazine at 15 minutes of intervals, during 60 minutes. To the GII was applied the same method but the saline solution was replaced by the metaraminol at 0.1 mg/kg, administered by the intravenous way. The numeric data was evaluated by the profile analysis as statistic method. The results showed that the metaraminol increase the blood pressure and decrease the heart rate. The respiration and the body temperature were not changed with the use of metaraminol and the drugs administered did not produce eletrocardiographic alterations. The conclusion is that the use of metaraminol is indicated after the use of levomepromazine in dogs.
Avaliou-se a possibilidade do uso do bitartarato de metaraminol, visando o bloqueio da hipotensão produzida pelo cloridrato de levomepromazina em cães. Foram empregados 20 cães, machos e fêmeas, adultos, com pesos compreendidos entre 8 e 12 kg. Os animais foram divididos em dois grupos iguais (GI e GII). Aos cães do GI foi administrada, por via intravenosa, levomepromazina na dose de 2 mg/kg, seguida, 15 minutos após, de 0,5 ml de solução salina 0,9%. A pressão arterial sistólica (PAS), frequências cardíaca (FC) e respiratória (FR), temperatura retal (T) e avaliação eletrocardiográfica na derivação DII foram observadas antes da aplicação da levomepromazina e após a mesma, em intervalos de 15 minutos durante 60 minutos. Aos cães do GII foi aplicada a mesma metodologia, substituindo-se, porém, a solução salina pelo metaraminol na dose de 0,1 mg/kg, pela via intravenosa. Os valores obtidos foram submetidos à avaliação estatística pelo método de Análise de Perfil. Os resultados mostraram que o metaraminol produziu um aumento da PAS e diminuição da FC, além de promover menor queda da T e melhora dos valores de FR. Não foram observadas alterações na eletrocardiografia que pudessem ser atribuídas aos fármacos empregados. Concluiu-se que o metaraminol é seguro e indicado quando se emprega a levomepromazina, em cães.
Biblioteca responsável: BR68.1