Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

COMPARISON BETWEEN TWO METHODS OF STAINING FOR ASSESSMENT OF MORPHOLOGY AND ACROSOME IN DOMESTIC CAT (Felis catus) SPERMATOZOA / COMPARAÇÃO ENTRE DOIS MÉTODOS DE COLORAÇÃO PARA ANÁLISE MORFOLÓGICA E ACROSSOMAL DE ESPERMATOZÓIDES DE GATO DOMÉSTICO (Felis catus).

Izabel Silva Balbin Villaverde, Ana; Marini Melo, Cely; Eduardo Corrente, José; Ozanam Papa, Frederico; Denise Lopes, Maria.
Ci. Anim. bras.; 9(3): 686-692, 2008.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-713342

Resumo

The objective of this study was to evaluate the efficiency of the modified Karras staining technique (KA) to analyze domestic cat sperm morphology by comparing it with the Fast Green FCF/ Rose Bengal staining (FR), previously used for this species. Four adult cats were used, from which sperm samples were collected four times in alternate days for each tom using an artificial vagina (n=16 ejaculates). Both staining techniques were performed for each ejaculate. For the FR staining technique, the semen in natura was diluted in 2.9% sodium citrate and, afterwards, in the staining solution. After 70 seconds, smears were made onto slide and dried at 37ºC. For the KA staining technique, previously made and formol saline fixed slides were sequentially immersed in Rose Bengal solution, Tannin solution, and Victoria Blue B solution, and dried at room temperature. For sperm evaluation, 200 sperm cells were assessed for each staining technique in all ejaculate samples using a bright field microscope at 1000X magnification. Statistical analysis used the non-parametric Wilcoxon test, establishing significance at p 0.05. For the KA staining technique, higher percentage of distal cytoplasmic droplets and lower percentage of sperm head defects were obtained when compared to the FR staining technique. This way, both staining techniques were not totally efficient for the assessment of morpholo
O objetivo do estudo foi avaliar a eficiência do método de coloração Karras modificado (KA) para a análise da morfologia espermática no gato doméstico através da comparação com a coloração Fast Green FCF/Rosa Bengala (FR), previamente utilizada para esta espécie. Utilizaram-se quatro gatos adultos, colhendo-se quatro vezes amostras de sêmen em dias alternados para cada animal através de vagina artificial (n=16 ejaculados). Para cada ejaculado, realizaram-se duas colorações. Para a coloração FR, o sêmen in natura foi diluído em citrato de sódio 2,9% e, posteriormente, em solução de coloração. Após setenta segundos, procedeu-se a esfregaços em lâminas, as quais foram secas a 37ºC. Para a coloração KA, os esfregaços previamente confeccionados e fixados em formol salino foram imersos seqüencialmente nas soluções de Rosa Bengala, Tanino e Azul Vitória e secas em temperatura ambiente. Avaliaram-se duzentas células para cada tipo de coloração em todos os ejaculados, usando-se microscópio de luz em aumento de 1.000X. Efetuou-se análise estatística mediante o teste não-paramétrico de Wilcoxon, estabelecendo diferença significativa quando p 0,05. Para a coloração de KA, obtiveram-se maior porcentagem de gota citoplasmática distal e menor porcentagem de defeitos de cabeça quando comparada à coloração FR. Assim, nenhuma das colorações mostrou-se totalmente eficiente na identificação dos
Biblioteca responsável: BR68.1