Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

EFFECTS OF SURGICAL STRESS ON THE SECRETION OF LUTEINIZING HORMONE, TESTOSTERONE AND CORTISOL IN THE DOMESTIC CAT (Felis catus)

Correa de Lacerda Neto, José; Carlos Barbosa, José; Orive Lunardi, Laurelúcia; Amélia Martins Rosa e Silva, Alzira; Genaro, Gelson.
Ci. Anim. bras.; 5(4): 211-214, 2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-713406

Resumo

A influência do estresse sobre as diversas funções fisiológicas tem sido por longo tempo estudada. Observações de que situações de estresse são geralmente acompanhadas de alterações nas atividades reprodutivas são também conhecidas. Assim, utilizaram-se 21 gatos (machos,adultos) em procedimento cirúrgico (24, 48 e 72 h, após canulação do vaso jugular direito), coletando-se sangue para dosagem, via radioimunoensaio, dos hormônios cortisol, testosterona e hormônio luteinizante (LH). Os resultados obtidos demonstraram que, para o gato doméstico, os níveis séricos dos hormônios estudados apresentaram uma elevação acentuada em suas concentrações, após o ato cirúrgico, e que diminuía gradativamente, voltando aos valores basais ao final de 48 h (2 ng/ml para o cortisol, 1ng/ml para testosteona, e 3,5 ng/ml para LH), aproximadamente, regularizando-se a seguir. Esses resultados demonstram que, após procedimento cirúrgico, os felinos têm suas concentrações especialmente de cortisol aumentadas significativamente. O intervalo de pelo menos três dias deve ser aguardado antes que se proceda a quaisquer outros processos de manipulação que envolvam o sistema endócrino dessa espécie animal, já que durante esse período as concentrações de cortisol, bem como de outros hormônios, estão alteradas. PALAVRAS-CHAVE: Cortisol, estresse, gato, LH, testosterona.
Biblioteca responsável: BR68.1