Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

SUBACUTE AND MULTIGENERATIONAL TOXICITY EVALUATION OF CASTOR OIL POLYMER INGESTION IN RATS / AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE SUBAGUDA E MULTIGERACIONAL DA INGESTÃO DE DERIVADO DO POLÍMERO DE MAMONA EM RATOS

ioSérgioSérgioSérgio; Helena Venturoli Perri, Silvia; Chierice, Gilberto; Cardoso, Daniel.
Ci. Anim. bras.; 10(1): 219-225, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-713784

Resumo

Castor oil polymer is a biomaterial that can be used to fill bone defects. Biomaterials should present some characteristics such as: biocompatibility, inert, absence of toxin radical and vapour discharge and permit the organism to recognize them as a part of their structure. The aim of this study was to investigate changes in water ingestion, feed intake, weight gain and toxic effects in rats (Rattus norvegicus) after ingestion of 0, 10, 25 and 50% of castor oil polymer (COP, Ricinus communis). In groups that received 10 and 25% of COP the weight gain was smaller than the control group. Feed intake in control group was greater than in groups 10 and 50% COP. The intake of castor oil polymer reduced feed intake and water ingest probably because of the palatability of the product. In the second part of this study (multigenerational) there were no toxic effects in the offspring, as external birth defects or alterations incompatible with life, in spite of the fact that lower weight were observed in males and females of the second generation. KEY WORDS: Biomaterials, bone defects, polymer, Ricinus communis.
Os biomateriais são polímeros artificiais desenvolvidos para substituir tecidos orgânicos danificados e preencherem falhas ósseas. Eles devem apresentar características como a biocompatibilidade, serem inertes, não liberarem vapores e radicais tóxicos e permitirem ao organismo reconhecê-los como parte de sua estrutura. Procurou-se determinar a ingestão de água, o consumo de ração, ganho de peso e possível efeito tóxico decorrentes da ingestão de três doses (10%, 25% e 50%) do derivado do polímero de mamona (PM, Ricinus communis), adicionado à água de bebida, em ratos (Rattus norvegicus). Nos grupos que receberam 10% e 25% do PM, o ganho de peso foi menor (P?0,05), quando comparado ao grupo-controle. O consumo de ração nos grupos que receberam 10% e 50% de PM foi menor em relação ao grupo-controle. A ingestão do polímero de mamona reduziu a ingestão de ração e o ganho de peso, provavelmente relacionado à palatabilidade do produto. Numa segunda fase experimental (estudo multigeracional) não se verificaram efeitos tóxicos, nas proles, como má formação externa e alterações incompatíveis com a vida, apesar de ter havido redução no peso dos machos e das fêmeas da segunda geração.PALAVRAS-CHAVES: Biomateriais, falhas ósseas, polímeros, Ricinus communis.
Biblioteca responsável: BR68.1