Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

BEHAVIOR OF RATS AFTER PERINATAL EXPOSURE TO PLASTIC COLLAR IMPREGNATED WITH DICHLORVOS. / COMPORTAMENTO DE RATOS APÓS EXPOSIÇÃO PERINATAL À COLEIRA PLÁSTICA IMPREGNADA COM DICLORVÓS.

P. SOUZA, J.; M. NOGUEIRA, G.; I. MATAQUEIRO, M.; QUEIROZ-NETO, A..
Ars Vet.; 24(2): 97-102, 2008.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-714940

Resumo

The use of plastic collars impregnated with the organophosphate dichlorvos is a measure taken in veterinary medicine to control ectoparasites in dogs and cats.  The aim of this study was to determine the effects of the use of plastic collars impregnated with this product (8.37%) in Wistar rats during the periods of pregnancy and lactation, as a cause of behavioral alterations in the offspring. No statistically significant differences were detected in the variables examined in open-field behavior for pups whose mothers were exposed to dichlorvos during pregnancy.  However, when exposure to the pesticide was during the lactation period, the pups showed prolonged immobility and decrease in the frequencies of grooming and urination, suggesting alterations in behavior. Although tests with the elevated T maze did not demonstrate any alteration suggesting an effect of the treatments on the anxiety of the animals, the results obtained in the evaluation of learning and memory, in the Morris water maze, revealed alterations in the female pups whose mothers were exposed to dichlorvos during the periods of pregnancy and lactation. This study showed that perinatal exposure of mothers to dichlorvos caused alterations in the behavior of offspring in open field and Morris water maze tests.   KEY WORDS: 2,2 - Dichlorovinyl dimethyl phosphate. Flea collar. Open field.
O organofosforado diclorvós impregnado em coleiras plásticas é um recurso utilizado em medicina veterinária para o controle de ectoparasitas de cães e gatos. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do uso de coleiras plásticas impregnadas com este produto (8,37%) em ratas Wistar durante os períodos de gestação ou lactação, como fonte de alterações comportamentais nos filhotes. Não se detectou diferenças estatisticamente significativas nas variáveis avaliadas no campo aberto, quando se analisou filhotes cujas mães foram expostas ao diclorvós durante o período de gestação. No entanto, quando a exposição ao praguicida ocorreu durante a fase de lactação, observou-se nos filhotes aumento do tempo de imobilidade e diminuição nas freqüências de auto-limpeza e micção, sugerindo alterações de caráter emocional. Embora a avaliação realizada com o labirinto em cruz elevado não ter demonstrado qualquer alteração que sugerisse efeito dos tratamentos sobre a ansied
Biblioteca responsável: BR68.1