Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Qualidade da carne de coelhos oriundos de diferentes cruzamentos / Quality meat from rabbit from two crosses

Denardin, Ione Terezinha; Dionello, Nelson José Laurino; Brum Júnior, Berilo de Souza; Mello, Renius de Oliveira; Jardim, Rodrigo Desessard; Klinger, Ana Carolina Kohlrausch.
Ci. Anim.; 26(3): 66-76, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-716848

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar a composição centesimal, as fibras musculares e as características sensoriais da carne de coelhos de dois grupos genéticos, tendo um 25% da raça Chinchila e o outro 25% da raça Califórnia. Foram utilizadas carcaças de 180 coelhos, oriundos de dois cruzamentos: CH coelhos filhos de machos híbridos (Gigante de Flandres e Prateado de Champagne) e matrizes híbridas (Nova Zelândia e Chinchila); e CF coelhos filhos de machos híbridos (Gigante de Flandres e Prateado de Champagne) e matrizes híbridas (Nova Zelândia e Califórnia), distribuídos num delineamento inteiramente casualisado, com 90 repetições por tratamento. Para a análise das características de diâmetro de fibra e de composição centesimal, foram utilizados os músculos Semitendinosus e Longissimus dorsi. Para a avaliação de preferência de consumo e sensorial, foram utilizadas coxas desossadas e assadas. Os dados foram submetidos a análise de variância (ANOVA). Percebeu-se que o diâmetro das fibras musculares é similar nos grupos CH e CF. Na análise sensorial, constatou-se que a cor da carne dos animais do grupo CH é mais escura que a dos animais do grupo CF. O odor, o sabor e a textura não diferiram entre os grupos. Ainda na avaliação centesimal, percebeu-se que a carne do grupo CF apresenta menos gordura e umidade e mais proteína que os animais do grupo CH. Diante do exposto, conclui-se que a carne de coelhos com 25% do sangue Chinchila é melhor que a de animais com 25% de sangue Califórnia, do ponto de vista da composição centesimal.(AU)
The aim of this study was to evaluate the chemical composition, muscle fibers and sensory characteristics of meat from two genetic groups rabbits, having a 25% of the chinchilla kind and the other 25% of California kind. Carcasses of 180 rabbits from two crosses were used: CH - pups of hybrid male rabbits (Giant Flanders and Silver Champagne) and hybrid arrays (New Zealand and Chinchilla); and CF - pups of hybrid male rabbits (Giant Flanders and Silver Champagne) and hybrid arrays (New Zealand and California) distributed in a completely randomized design with 90 repetitions per treatment. For the analysis of fiber diameter characteristics and chemical composition, the Semitendinosus and Longissimus dorsi muscles were used. For the evaluation of preference consumer and sensory deboned and roasted thighs were used. Data were subjected to analysis of variance (ANOVA). It was noticed that the diameter of the muscle fibers is similar in CH and CF groups. On sensory analysis we found that the color of the meat of animals of the CH group is darker than that of animals of the group CF. The smell, the taste and texture did not differ between groups. Still on the chemical evaluation was realized that the flesh of the CF group has less fat and more protein and moisture that animals of CH. Given the above it is concluded that the meat of rabbits with 25% chinchilla blood is better than 25% of animals with blood California standpoint of chemical composition.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1