Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Poisonous plants to livestock interest in the Amazonia and Savanna ecotone region Part I: Bico do Papagaio, North of Tocantins, Brazil / PLANTAS TÓXICAS DE INTERESSE PECUÁRIO NA REGIÃO DO ECÓTONO AMAZÔNIA E CERRADO PARTE I: BICO DO PAPAGAIO, NORTE DO TOCANTINS

Maria Dantas Costa, Ana; Palomaris Mariano de Souza, Domenica; Vasconcelos Cavalcante, Tânia; Lúcia de Araújo, Vera; Tony Ramos, Adriano; Mayumi Maruo, Viviane.
Acta Vet. bras.; 5(2): 178-183, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-722106

Resumo

Extensive grazing systems and sediment erosion as pastures degrade, induces the exposition to poisonous plants causing economic losses to livestock production. Thus, this study aimed to determine the poisonous plants of livestock interest in the Bico do Papagaio, North of Tocantins state, Brazil. Based on reports of 85 farmers in 20 counties the most important poisoning in order of occurrence involved Brachiaria decumbens and Palicourea marcgravii. Sporadic outbreaks of poisoning occurred due consumption of Ipomoea asarifolia, Manihot esculenta, Enterolobium contortisiliquum, Manihot spp and Pteridium aquilinum. Additionally, Manihot glaziovii was also mentioned by the producers as a toxic plant. Dimorphandra mollis, Ipomoea carnea subsp. fistulosa, Lantana spp, Palicourea juruana, Ricinus communis, Stryphnodendron obovatum, and Sorghum vulgare although known by the interviewees, did not trigger poisoning outbreaks in the study area. On the other hand, Arrabidaea bilabiata, A. jupurensis and Brachiaria radicans were unknown by farmers. Parkia pendula, a plant with unknown toxicity, was mentioned by farmers at Ananas and Tocantinópolis counties as a toxic plant, causing inapetence, weight loss and apathy in cattle. Hypolytrum pungens, another plant with unknown toxicity, promoted two poisoning outbreak at Tocantinópolis county causing incoordination in cattle, in agreement with
O sistema de criação extensivo e a degradação das pastagens permitem a exposição dos animais de produção às plantas tóxicas ocasionando perdas na produção animal. O desenvolvimento desse trabalho teve o objetivo de determinar as plantas tóxicas de interesse pecuário na região do Bico do Papagaio, no norte do Tocantins. Com base nas entrevistas com 85 proprietários de 20 municípios, os surtos de intoxicação mais importantes ocorreram pelo envolvimento da Brachiaria decumbens e Palicourea marcgravii. Também apresentaram importância os relatos de surtos causados por Ipomoea asarifolia, Manihot esculenta, Enterolobium contortisiliqum, Manihot spp e Pteridium aquilinum. Adicionalmente, a Manihot glaziovii, que possui importância toxicológica para outras regiões do Brasil, também parece estar envolvida em surtos na região de estudo. Outras plantas tóxicas de conhecido interesse pecuário para a região Norte do Brasil, como Dimorphandra mollis, Ipomoea carnea subsp. fistulosa, Lantana spp, Palicourea juruana, Ricinus communis, Stryphnodendron obovatum e Sorghum vulgare, embora conhecidas pelos entrevistados não foram associadas a surtos na região, já a Arrabidaea bilabiata, A. jupurensis e Brachiaria radicans não eram conhecidas pelos entrevistados e nenhum relato de surto foi mencionado. Parkia pendula, embora não possua toxicidade comprovada, esteve envolvida em surtos segundo produt
Biblioteca responsável: BR68.1