Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DO FENO DE MANIVA DE MANDIOCA COM AVES CAIPIRAS

Martins Varela de Arruda, Alex; da Silva Melo, Aurora; Raquel Morais de Oliveira, Vanessa; Herik Souza, Davyd; Flamarion de Oliveira, José.
Acta Vet. bras.; 6(3): 204-210, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-722255

Resumo

Objetivou-se avaliar a digestibilidade aparente e o valor energético de rações e do feno da parte aérea da mandioca para aves Isa Label em dois períodos distintos de fase de crescimento. Foram utilizadas 48 aves, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x2, a saber: uma ração controle (RCO) e outra com feno da maniva ou parte aérea da mandioca (FMM), e duas fases de crescimento com as devidas adequações nutricionais, entre 8 e 10 semanas (fase de cria - FC) e entre 14 e 16 semanas de idade (fase de recria - FR). As aves foram alojadas aos pares em gaiolas metálicas adaptadas para coleta total de excretas. Os coeficientes de digestibilidade médios do estudo foram de 77,40% para matéria seca (MS), 83,04% de proteína bruta (PB), 72,65% para extrato etéreo (EE), 31,09% de fibra em detergente neutro (FDN), 21,50% para fibra em detergente ácido (FDA), 76,94% de energia bruta (EB), 3.006,68 kcal/kg de energia metabolizável aparente (EMA) e disponibilidade de 18,11% para matéria mineral (MM). O valor de energia metabolizável aparente determinado para esta forrageira foi de 1.653,40 kcal/kg para a fase de cria e de 1.812,11 kcal/kg para a fase de recria. Os valores de digestibilidade de nutrientes para FMM foram inferiores a RCO, porém, o feno de maniva de mandioca demonstra ser viável na alimentação de aves caipiras se condicionada a certa restrição di
Biblioteca responsável: BR68.1