Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Morphologic description of the collateral branches from aortic arch and its main ramifications in Leopardus pardalis / DESCRIÇÃO MORFOLÓGICA DOS RAMOS COLATERAIS DO ARCO AÓRTICO E SUAS PRINCIPAIS RAMIFICAÇÕES EM Leopardus pardalis

Martinelli Martins, Danielli; Rita Lima, Ana; Lopes Pinheiro, Luane; Silva de Santa Brígida, Susy; Botelho Araújo, Elenara; Melul, Raysa; Carlos Cunha Lacreta Jr, Antônio; Marcelo Conceição Meneses, André; Carla Barros de Souza, Ana; Corrêa Pereira, Luiza; Ticona Fioretto, Emerson; Branco, Érika.
Acta Vet. bras.; 4(2): 74-77, 2010.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-722290

Resumo

In order to contribute for the knowledge of the anatomy of the ocelot (L. pardalis), it was studied an animal from the Mina de Bauxita Paragominas/PA - Vale do Rio Doce, donated, after natural death, to the Instituto de Saúde e Produção Animal - ISPA of the Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA. After filling the arterial system with red colored latex, the dissection was performed to observe the arrangement of the branches of the aortic arch. The only branches that emerged from the aortic arch were the brachiocephalicus trunk and the left subclavian artery. From the brachiocephalicus trunk first came the left common carotid artery and the right subclavian artery emerged in the trunk with the right common carotid artery. The left subclavian artery originated the following branches: vertebral artery, internal thoracic artery, the costocervicalis trunk and cervical superficial artery. The right subclavian artery had a cranial origin and had a homologue trajectory to the left, resulting in similar branches. Keywords: Ocelot, aortic arch, comparative anatomy
Com o objetivo de contribuir com o conhecimento da anatomia da jaguatirica (L. pardalis) estudou-se um animal proveniente da Mina de Bauxita Paragominas Vale do Rio Doce doado, após morte natural, ao Instituto de Saúde e Produção Animal- ISPA da Universidade Federal Rural da Amazônia- UFRA. Após o preenchimento do sistema arterial com látex corado em vermelho, foi realizada dissecação para observação da disposição dos ramos do arco aórtico. Os únicos ramos que emergiram do arco aórtico foram o tronco braquiocefálico e a artéria subclávia esquerda. Do tronco braquiocefálico, surgiu primeiramente, a artéria carótida comum esquerda e, logo após, a artéria subclávia direita emergiu em tronco com a artéria carótida comum direita. A artéria subclávia esquerda originou os seguintes ramos: a artéria vertebral, a artéria torácica interna, o tronco costocervical e a artéria cervical superficial. A artéria subclávia direita teve origem cranial e uma trajetória homóloga à esquerda, originando ramos semelhantes. Palavras-Chave: Jaguatirica, arco aórtico, anatomia comparada
Biblioteca responsável: BR68.1